Bom dia!

 

CBOT trabalha de forma mista nesta manhã de sexta-feira, investidores seguem digerindo informações de washouts asiáticos e monitorando a grave dos caminhoneiros na Argentina.
Fundamentos básicos para o mercado como oferta e demanda e acompanhamento da evolução da colheita na América do Sul seguem monitorados com o clima favorecendo o avanço da colheita.

O novo boletim do USDA o WASDE na próxima terça-feira deve trazer novidades.

A Bolsa de Cereales da Argentina cortou a previsão de produção de milho de 47mi tons para 46mi tons ontem.
Governo não descarta a implementação de uma tarifa extra para exportação de grãos no país.

Bolsas mundiais operam com leves altas, investidores aguardam os desdobramentos das negociações do novo pacote de estímulos nos EUA e dados do emprego base JAN. A Johnson & Johnson registrou pedido de uso emergência junto à FDA (órgão similar a nossa Anvisa) de sua vacina em dose única nos EUA e deve fazer o mesmo junto a autoridades europeias.

Na Europa investidores acompanham dados do avanço da vacinação com expectativa pela volta ao normal das atividades econômicas com estudos da farmacêutica Regeneron e Eli Lilly com novos tratamentos terapêuticos com anticorpos.

Na Asia bolsas fecham em alta, com investidores buscando suporte na recuperação econômica continua, mas com certo temor pelas tensões sino-americanas.

BR, após reunião convocada por Bolsonaro junto a Guedes e Castello Branco (CEO de Petrobras) o cunho da discussão segundo jornais foram preços de combustíveis. Rumores que haverá um projeto de lei para a maior transparência dos preços.
Em outra reunião entre Guedes e Pacheco (presidente eleito do Senado) em entrevista Guedes admitiu a possibilidade de um novo auxilio emergencial para cerca de 64 milhões de beneficiários, fez ressalvas que seria dentro de um ambiente fiscal mais elaborado e robusto.

Dólar sobe com essas infos?

 

Boa sexta-feira, bons negócios.

 

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.