Bom dia!

 

CBOT trabalhou com fortes altas no pregão noturno, mas agora pela manhã segue estável, com trigo apenas sustentando a forte alta.
Foco permanece no desenvolvimento das lavouras americanas com o mercado acompanhando os modelos climáticos atualizados e traders se preparando para o próximo WASDE da semana que vem.
Destaque:
9h30 exportações semanais de grãos dos EUA;

Conab atualizou números para a safra brasileira, com produção total estima em 272,5 mi tons que representa um acréscimo de 6,7% em relação a temporada passada.
SOJA 124mi tons; Milho total 115,6 mi tons; trigo 9mi tons com expectativa recorde de produção.

Preços domésticos da soja no Brasil ainda são historicamente elevados.

A bolsa de Cereales atualizou os dados das lavouras da Argentina:
Colheita de milho chega a 53%, com a manutenção da projeção de produção de 49 mi tons.
O plantio do trigo chegou a 85,2%. A falta de chuvas vem atrasando o avanço do plantio e provavelmente áreas ao norte ficaram sem plantio pois estarão fora do período ideal.

Principais bolsas mundiais operam estáveis antes da divulgação dos dados do emprego nos EUA, payroll as 9h30, tais dados servem de base para tomada de decisão de política monetária pelo FED.
FED e BCE sem grandes novidades dão alivio as cotações nas bolsas que buscaram recuperação durante esta semana.
O medo de recessão somado aos altos índices de inflação, provocaram uma grande realização nos mercados, com investidores acumulando caixa e se protegendo em títulos do tesouro americano.
Investidores acompanham o início da temporada de divulgação de resultados das grandes empresas do segundo trimestre.
Discurso da presidente do banco central europeu e a saída pro primeiro ministro britânico são destaques no mercado com o risco de recessão elevado na Europa devido ao conflito armado entre Rússia e Ucrânia.

Petróleo estável;
Minério de ferro 0,67%;
DXY estável;

No BR com a finalização da greve dos servidores do banco central que durou 3 meses, voltaremos a ter a divulgação dos dados econômicos.

O IPCA deve ser divulgado agora as 9h e deve apontar uma alta de 0,7% base junho e 11,90% em termos anualizados, segundo consenso dos economistas.

A votação da PEC das bondades foi adiada para a próxima terça-feira, divido ao baixo quórum no plenário dos deputados ontem a noite.

Boa sexta-feira, bons negócios.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.