Bom dia!

 

CBOT, fundos especuladores de mercado dão continuidade a realização de lucros nesta manhã de quarta-feira.

Plantio adiantado, acima da média histórica eliminando preocupações com possíveis atrasos nos EUA, a forte queda dos preços do óleo de soja também corroboram para a queda nas cotações dos grãos.

Do lado climático as chuvas tem beneficiado as lavouras e para as próximas semanas os modelos climáticos se mostram favoráveis ao desenvolvimento das culturas americanas em grande parte das áreas produtoras.

Dados de vendas no varejo e produção industrial na China vieram abaixo do esperado e também pesaram sobre as cotações, já que uma desaceleração econômica levanta dúvidas sobre a recuperação da demanda compradora chinesa.

Agentes de mercado seguem acompanhando as negociações sobre o corredor de exportações no mar negro.

Principais bolsas mundiais trabalham em ritmo de recuperação, investidores seguem ansiosos acerca do impasse político nos EUA sobre o teto de gastos.

Inflação ao consumidor na Europa na base anualizada chega a 7%, acima das expectativas do mercado.

O mercado acredita que o FED pode parar o aumento do juro em junho, mas não é possível saber quando ele começará a cair.

Petróleo 0,5%;
Minério de ferro 3%;
DXY 0,40%;

No BR destaque fica para o vencimento de opções sobre o índice Ibovespa e tende a trazer volatilidade ao mercado.
– Mercado segue de olho no avanço do arcabouço fiscal;
– Conferência anual do banco central;
– Comitiva presidencial embarca para o Japão para participar da reunião do G-7;
– IGP-10 tem deflação de 1,53% em maio, mais forte que a esperada; queda acumulada em 12 meses é de 3,49%;

Boa quarta-feira, bons negócios!

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.