Bom dia!

 

CBOT inicia a segunda-feira com ajuste técnico/realização de lucros.
Investidores continuam a monitorar os dados climatológicos mais recentes para a América do Sul, que apontam déficit hídrico para o sul do BR e a boa parte da AR, dando margem para os fundos especuladores de mercado.
Óleo de soja segue a tendência de baixa do petróleo, farelo segue estável, estes foram responsáveis também pelo suporte das cotações na última semana com a demanda bastante aquecida nos EUA. A demanda também é um ponto de interrogação no futuro.

Apesar das preocupações com o clima da América do Sul surgindo nas notícias diárias, a maior parte da safra de soja do Brasil é avaliada como alta, com potencial para uma safra recorde.

Destaque da agenda:
13h Inspeções de exportação semanal dos EUA;

Principais bolsas mundiais operam em queda com o aumento alarmante de novos casos de covid no EUA e na Europa, a imposição de novas restrições para conter a disseminação do vírus leva ao temor econômico.
Pesam também no sentimento econômico os planos mais pujantes do FED para com o tapering e elevação da taxa de juros.
Impasse entre Democratas e Republicanos coloca em check o andamento do pacote de investimentos em educação, saúde, combate as mudanças climáticas do governo Biden orçado em US$2,2 trilhões.

Petróleo queda de 3%;
Minério de ferro queda de 2%;
DXY estável;

No BR o destaque fica por conta da votação do orçamento para 2022 de deve acorrer entre hoje e amanhã.
Projeto da Ferrogrão passará por ‘refinamento’ no traçado.
Investidores seguem atentos os movimentos eleitorais para OUT/22, monitorando de perto dados da inflação, alta dos juros, atividade econômica e reformas fiscais.

Boletim Focus nos trouxe a pouco:

IPCA 2021: de 10,05% para 10,04%;
IPCA 2022: de 5,02% para 5,03%%;
IPCA 2023: de 3,46% para 3,40%%;
PIB 2021: de 4,65% para 4,58%;
PIB 2022: de 0,50% para 0,50%;
Selic 2022: permanece em 11,50% para 11,50%;

Boa semana, bons negócios.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.