Bom dia!

 

CBOT trabalha em forte alta neste início de semana, sustentados pela recuperação dos preços do petróleo, especulação climática nos EUA, quebra de produção na américa do sul e falta de exportação da Ucrânia geram forte impulsão nas cotações.
Especulação quanto a área de soja e milho nos EUA segue, conheceremos os dados oficiais do USDA apenas no dia 31 de março.
A Argentina aumentou sua taxa de exportação de farelo e óleo de soja de 2% para 33% ficando pareada com a soja grão.

Destaque da agenda:
12h inspeções de exportação dos EUA.

Principais bolsas mundiais operam mistas neste início de segunda-feira, investidores acompanham os desdobramentos da crise no leste europeu, falas de dirigentes do FED durante a semana que podem dar mais pistas sobre os rumos da instituição no combate a inflação crescente, com destaque para a divulgação dos PMI´s durante a semana.

A escalada da contaminação por covid-19 que colocou milhares de pessoas em lockdown na China e matem portos fechados com filas de navios que trazem preocupações extras ao mercado com novos gargalos logísticos e novas ondas de contaminação.

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson deve se reunir com líderes das indústrias nuclear e eólica para discutir o aumento de fontes alternativas de energia e diminuir a dependência de óleo e gás vindos da Rússia.

Petróleo alta de 4,5%;
Minério de ferro alta de 1%;
DXY leve alta de 0,15%;

No BR imbróglio político sobre eleições e busca por alternativas de fornecimento de fertilizantes segue no radar.
Investidores aguardam a divulgação da ata do COPOM amanhã, que deve trazer mais pistas do BC no combate a inflação e rumos da economia brasileira.
Boletim Focus de hoje foi atrasado pelo BC para as 10h;
Temporada de balanço reaquece os ânimos dos investidores durante a semana.

Boa semana e bons negócios.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.