Bom dia!

 

CBOT da sequência a alta da véspera, encontrando suporte na tensão no leste europeu, fundamentos básicos de mercado, como a forte quebra de produção na américa do sul.
Por outro lado operadores de mercado monitoram a demanda compradora, modelos climáticos atualizados, especulação dos fundos multimercados e se preparam para o Agricultural Outlook Fórum do USDA que começa amanhã e discutira questões do setor agrícola como, previsão inicial de produção nos EUA, perspectivas de preços, inovações tecnológicas e adaptação climática.

Principais bolsas mundiais operam otimistas, respirando aliviadas, pois as sansões americanas contra os russos foram consideradas leves e ambos os lados falam em conversas diplomáticas e por hora um conflito armado direto esta afastado. União Europeia e Reino Unido também anunciaram sanções contra a Rússia ontem.
Por outro lado, o parlamento russo deu ao Kremelin autorização formal para o uso das forças militares fora do país, parece que o imbróglio no leste europeu está longe do fim.
Investidores acompanham as falas independentes dos dirigentes do FED e mercado segue precificando a alta da taxa de juros dos EUA as apostas por hora apontam para alta de 0,50% na reunião de março.

A Eurostat, divulgou dados da taxa anual de inflação ao consumidor na zona do euro, taxa atingiu máxima histórica de 5,1% em janeiro, em linha com o esperado pelo mercado e pressiona o BCE para tomar providencias para combater a crescente inflação.
Temporada de divulgação de resultados das grandes empresas por lá deve movimentar o mercado acionário.

EUA e Irã estariam mais próximos de reviver o acordo nuclear e em paralelo liberar reservas de petróleo para o mercado.

Petróleo leve baixa; após bater máxima de 7 anos ontem.
Minério de ferro queda de 0,8%;
DXY opera em baixa;

No BR, investidores monitoram dados do IPCA-15, dados da dívida pública, falas do ministro da economia e imbróglio sobre o avanço da PEC dos combustíveis.
Dólar rompeu um importante suporte técnico ontem ao trabalhar abaixo dos R$5,05, cai mais?
Impactado pelo fluxo estrangeiro, positivo, na Bolsa e alta global das commodities veremos como será nos próximos dias.
Temporada de balanços continua por aqui também, olho nos resultados da Petrobras hoje.

Bons negócios.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.