Bom dia!

 

CBOT trabalha em ritmo de recuperação nesta manhã de segunda-feira.

Movimento de correção das cotações, já observado no final da semana passada, estende-se uma vez que os preços caíram com força e abrem oportunidade para outros fundos especuladores de mercado diversificar carteira.

No entanto a tendencia de queda ainda é presente, ampla oferta de soja brasileira, fraca demanda compradora asiática, mercado preocupado com surtos da peste suína africana na China.
Traders com bastante cautela após os anúncios russos destacando a necessidade de controlar melhor os preços no mercado doméstico após a forte queda observada.

No BR a colheita de soja chega a 70% vs 75% da safra passada.
Milho com cerca de 50% colhido vs 53% da safra passada.
Plantio do milho segunda safra chega a 93% vs 97% da safra passada.

Na sexta-feira teremos o aguardado relatório de intenção de plantio americano e estoques de grãos.
A recente queda no preço do milho pode levar a algumas revisões nas intenções de plantio, já que o USDA continua estimando mais área plantada.

A fusão de forças de gigantes do agronegócio criou a fintech de logística chamada Strada, que vem com a missão de baratear o custo logístico para seus criadores no Brasil.

Principais bolsas mundiais ainda seguem em modo cautela com a crise bancaria.
A semana será recheada de dados econômicos e falas de dirigentes do FED, destaque para o PIB dos EUA, dados sobre inflação na Europa e PMI´s chineses.

Petróleo 1,2%;
Minério de ferro 2,1%;
DXY estável;

No BR agenda econômica recheada nesta semana, destaque para a ATA do Copom, relatório trimestral da inflação que será apresentada pelo presidente do banco central e dados do emprego.

Com o adiamento da viagem da comitiva presidencial a China, crescem os rumores no mercado sobre a apresentação do arcabouço fiscal. Atenção ao dólar.

Temporada de divulgação de resultados das grandes empresas entra na reta final.

Boa semana, bons negócios.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.