Bom dia

O mercado continua muito atento às finanças, às relações China-Rússia, à continuação do conflito na Ucrânia e à questão bancária nos EUA e na Europa.

– As operadoras vêm acompanhando a mudança de comportamento e direcionamento dos fundos, que agora ampliaram sua posição vendida em Chicago.

– Os preços da oleaginosa subiram ontem (27), apagando parte da queda recente.

– Os preços do óleo vegetal também estão se ajustando para cima após a recente recessão na Europa, bem como no mercado de óleo de palma da Malásia.

– A retração da soja e derivados tem favorecido o retorno dos compradores tanto no mercado interno quanto no externo.

– Os compradores estão procurando aproveitar a recente queda de preços para aumentar sua cobertura.

– As exportações de óleo de palma da Indonésia em janeiro aumentaram para 2,95 milhões de toneladas.

– Os participantes do mercado sugerem que a China continua sendo um importante player desde meados de março.

– O início da semana foi marcado pela continuidade da firmeza no trigo. Os comerciantes aguardavam ontem a evolução das condições da safra.

– O USDA confirmou que as condições da safra de trigo de inverno devem ser monitoradas. Na verdade, no Kansas, apenas 19% da área está em condições “boas a excelentes”.

– Há também uma deterioração nas classificações das safras de trigo no Texas e no Colorado. No entanto, alguns outros estados estão mostrando uma ligeira melhora.

– Os comerciantes estarão atentos esta semana às intenções de plantio do USDA de sexta-feira, com foco particular nas áreas de milho e soja.

– Os fundos compraram ontem (27) 10.000 lotes de soja, 6.000 lotes de óleo de soja e nenhuma variação no farelo de soja. De milho compraram 5.000 lotes.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.