Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos frente ao relatório do USDA de hoje, que será divulgado às 15 horas (horário de Brasília).

O USDA divulga hoje o relatório de oferta e demanda de fevereiro. Espera-se leve redução nos estoques finais de soja dos EUA, passando de 420 milhões para 410 milhões de bushels. Os estoques de milho dos EUA também devem ser reduzidos levemente, passando de 2,355 bilhões para 2,335 bilhões de bushels. Na safra Sul-americana, expectativa de redução da safra de soja da Argentina, passando de 57 milhões para 54,5 milhões de toneladas. Na safra de milho do Brasil, expectativa de aumento na produção, passando de 86,5 milhões para 87 milhões de toneladas.

A Conab divulgou na manhã de hoje o 5º levantamento de safra de grãos do Brasil. A produção de grãos para a safra 2016/17 está estimada em 219,14 milhões de toneladas, um crescimento de 17,4% em relação à safra anterior. A área plantada está estimada em 59,54 milhões de hectares, um aumento de 2,1% em relação à safra anterior. A estimativa para a safra de soja passou de 103,78 milhões para 105,56 milhões de toneladas, contra 95,43 milhões da safra anterior e 81,43 milhões da média dos últimos 5 anos. A estimativa para a safra total de milho passou de 84,48 milhões para 87,4 milhões de toneladas, contra 66,53 da safra anterior e 77,14 milhões da média dos últimos 5 anos.

O USDA divulga hoje o relatório de vendas semanais para exportação. Estimativas: soja 500k-800k; milho 800k-1.000k; trigo 300k-500k, farelo de soja 100k-300k; óleo de soja 5k-20k.

A produção de etanol de milho dos EUA foi de 1.055 mil barris diários na semana terminada no dia 3, contra 1.061 mil barris da semana anterior e 969 mil do mesmo período do ano passado. Os estoques ficaram em 22,085 milhões de barris, contra 21,87 milhões da semana anterior e 22,956 milhões do mesmo período do ano passado.

A Bolsa de Rosário divulgou as estimativas para a safra de grãos da Argentina. A área colhida de soja deve ser de 18,24 milhões de hectares, ante expectativa inicial de 19,6 milhões de hectares, com a produção total estimada em 54,5 milhões de toneladas.

A estimativa para a safra de milho está em em 36,5 milhões de toneladas, contra 35,5 milhões da estimativa anterior e 30,1 milhões da safra passada.

O dólar opera praticamente estável frente a outras moedas. Indicadores importantes no dia de hoje: Pedidos iniciais de auxílio-desemprego EUA; discuros presidente do Fed de St.Louis, James Bullard; discurso presidente do Fed de Chicago, Charles L. Evans; discurso presidente Banco da Inglaterra, Mark Carney.

No Brasil a moeda abriu com leve alta e agora vale R$3,1174, -0,03% (11h25). O Banco Central segue sem intervir no mercado de câmbio. A moeda vem operando de lado desde o início do mês. Ontem a moeda fechou praticamente estável, com leve alta de 0,08%, a R$3,1197.

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta hoje. As bolsas europeias e índices futuros dos EUA e Brasil operam em alta. Ontem o Ibovespa subiu 0,99%, a 64.835 pontos.

Os futuros do petróleo operam em alta mesmo após crescimento dos estoques nos EUA. Os estoques de petróleo dos EUA tiveram avanço de 13,83 milhões de barris na semana encerrada em 3 de fevereiro, para 508,592 milhões de barris, segundo o Departamento de Energia (DoE). Analistas estimavam crescimento de 2,5 milhões de barris. Os estoques de gasolina tiveram queda de 869 mil barris, para 256,217 milhões de barris e os estoques de petróleo em Cushing avançaram 1,143 milhão de barris, para 65,27 milhões de barris.


CLIMA

 

No Brasil, chuvas hoje no Centro-norte.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, as chuvas atingem as regiões produtoras de soja e milho nos próximos dias, com previsão de mais de 100mm entre Santiago e Santa Fé para amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Observada Argentina, 24 horas, em milímetros.


PRÊMIOS

 

Paranaguá

Golfo do México – EUA


MATÉRIA DO DIA

 

Uber contrata especialista da NASA para produzir carros voadores
Por Rafael Farinaccio, Tecmundo

Parece que aquela realidade de um futuro com carros voadores, como a que vimos em “De Volta para o Futuro” e muitas outras obras da ficção, está um passo mais próxima de se tornar realidade. Isso porque a Uber contratou um especialista da NASA para ajudá-la a desenvolver o veículo aéreo perfeito para os transportes da empresa.

“Estamos animados por Mark se juntar a nós para trabalhar com empresas e acionistas conforme continuamos a explorar aquilo que descrevemos em nossos projetos”

O expert no caso é Mark Moore, que conta com 30 anos de experiência na agência espacial norte-americana e sabe tudo sobre motores elétricos em veículos aéreos. Seu objetivo? Tirar do papel os carros voadores com decolagem vertical com os quais a Uber tanto sonha há algum tempo.

O gerente de produto da Uber Nikhil Goel afirmou: “A Uber continua a ver o seu papel como catalisador para o crescente ecossistema de veículos com decolagem e pouso verticais. Estamos animados por Mark se juntar a nós para trabalhar com empresas e acionistas conforme continuamos a explorar aquilo que descrevemos em nossos projetos”.

Parte do projeto de carro voador da Uber

Mudando de ares para liderar uma categoria

Segundo Moore, sua saída da NASA um ano antes de sua aposentadoria para se unir ao CEO da Uber Travis Kalanick aconteceu, pois, o especialista acredita que a empresa de transporte privado tem potencial para ser a líder da categoria nesse novo ecossistema de veículos aéreos com decolagem vertical.

Os planos da Uber também são bastante ousados: a ideia é ter uma frota completa de carros voadores até 2026

A Uber não é a primeira empresa que anuncia suas intenções em produzir carros voadores. A Airbus, famosa fabricante de aeronaves de todos os tamanhos, incluindo o maior avião comercial do mundo – o Airbus 360 – já prometeu o protótipo de um veículo aéreo ainda para o ano de 2017. Os planos da Uber também são bastante ousados: a ideia é ter uma frota completa de carros voadores até 2026. Será que vai dar certo?


Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.
Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.
Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário