Bom dia, a Bolsa de Chicago inicia a semana em alta com a soja liderando os ganhos de olho no clima na América do Sul. Nesta semana as chuvas no Sul do Brasil, Paraguai e Argentina devem ser escassas, piorando as condições das lavouras.


Os fundos foram majoritariamente compradores de commodities na CBOT na semana encerrada no dia 1de Fevereiro, segundo o relatório de comprometimento de traders (COT). Na soja os fundos compraram 39.594 contratos, aumentando as posições compradas para 154.488 contratos. No milho as posições compradas foram aumentadas em 6.946 contratos, para 372.551 contratos. No trigo os fundos venderam 13.025 contratos, aumentando as posições vendidas para 26.452 contratos.


A colheita de soja 2021/22 no Mato Grosso atingiu 46,66% até sexta-feira, contra 11,20% do mesmo período de 2021 e 33,64% da média dos últimos 5 anos, segundo o IMEA.


O plantio de milho 2021/22 no Mato Grosso atingiu 41,90%, contra 8,23% de 2021 e 28,47% da média.


O USDA divulga nesta quarta-feira (9) o relatório de Estimativas de Oferta e Demanda Global (WASDE).

A Conab divulga na quinta-feira (10) o 5º Levantamento da Safra de Grãos 2021/22 do Brasil.

O dólar opera com leve alta frente a outras moedas. Na sexta-feira a moeda subiu após o setor não-agrícola dos EUA criar 467 mil postos de trabalho em janeiro, segundo o relatório Payroll do Departamento de Trabalho dos EUA. A criação veio bem acima do esperado pelos analistas, que previam 150 mil novas vagas. O dado de dezembro foi revisado para 510 mil vagas criadas, ante 199 mil anunciadas anteriormente. Após o relatório de empregos, a expectativa para uma alta mais agressiva nos juros dos EUA em março tiveram alta. Agora a expectativa de um aumento de 0,50 ponto percentual nos juros passaram de 8,5% na última semana de janeiro para 33,7% na sexta-feira.


No Brasil o dólar subiu 0,47% na sexta-feira e fechou a R$ 5,3206, acumulando recuo de 1,29% na semana. Os investidores seguem acompanhando as possíveis Propostas de Emenda à Constituição (PECs) dos Combustíveis para a redução total ou parcial de alíquotas de tributos de sua competência incidentes sobre combustíveis e gás. Enquanto a equipe econômica defende apenas a redução dos impostos sobre o diesel e gás de cozinha, propostas da ala política do governo querem zerar impostos também para a gasolina e etanol, o que geraria um rombo de quase R$60 bilhões, segundo cálculos do Ministério da Economia.


As bolsas globais iniciam a semana majoritariamente em baixa. Nos EUA as bolsas apontam abertura em baixa. Na sexta-feira os índices S&P 500 e Nasdaq fecharam com leve baixa, porém registaram a melhor semana desde dezembro.


No Brasil o Ibovespa subiu 0,49% na sexta-feira, aos 112,244 pontos, acumulando alta de 0,3% na semana e de 7,08% no ano. No cenário local as potenciais propostas para tentar reduzir preços dos combustíveis são vistas como negativas pelo mercado.


Os futuros do petróleo recuam realizando parte das altas recentes. Na sexta-feira o tanto o Brent quanto o WTI fecharam em alta, renovando máximas de outubro de 2014.


O setor de serviços da China medido pelo índice de gerentes de compras (PMI) caiu para 51,4 em janeiro, de 53,1 em dezembro, para o menor nível desde agosto, segundo a Caixin/Markit. “Em dezembro e janeiro, o ressurgimento do COVID-19 em várias regiões, como Xian e Pequim, obrigou os governos locais a reforçar as medidas de controle epidêmico, que restringiam a produção, transporte e vendas de mercadorias, destacou o economista da Caixin, Wang Zhe.


No Brasil, tempo chuvoso do Sudeste ao Norte nesta semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.


Na Argentina, tempo predominantemente estável nesta semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

140

150

Mar 22

120

125

Mai 22

110

118

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

125

140

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

200

210

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

105

110

Mar

93

97

Abr

81

85

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

100

105

Mar

88

92

Abr

83

86

Falcon 9 se torna o foguete mais seguro já construído

Rafael Rigues, Olhar Digital


Em operação há quase uma década, o foguete Falcon 9, carro-chefe entre os veículos espaciais da SpaceX, se tornou o foguete mais seguro já construído. Contando a missão Starlink-36 (4-7) lançada nesta quinta-feira, são 121 lançamentos bem sucedidos em sequência.

A última falha em voo ocorreu em 2015, quando pressurização excessiva no tanque de oxigênio líquido do segundo estágio levou à desintegração do veículo 2 minutos e 30 segundos após o lançamento.

Os únicos foguetes com resultados parecidos são o russo Soyuz-U, com 100 lançamentos consecutivos entre 1983 e 1986, mesmo número do norte-americano Delta II entre 1997 e 2018. Mas vale lembrar que o Delta II levou 28 anos, desde seu primeiro voo, para atingir esta marca. Já o Soyuz-U levou 13 anos.

O Falcon 9 fez o mesmo em 10 anos. Nada mal para uma empresa cujos três primeiros lançamentos (com o Falcon 1) foram um fracasso, e que estava à beira da falência até completar sua primeira missão com sucesso.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=120&v=UY3fZ6PwuUY&feature=emb_logo

A SpaceX espera realizar 52 lançamentos do Falcon 9 (e seu “irmão” Falcon Heavy) em 2022, superando seu recorde de 31 lançamentos no ano passado. Se conseguir realizar este feito irá também igualar a marca da China, que em 2021 foi o país que mais enviou missões ao espaço, também com 52 lançamentos.

O segredo do sucesso do Falcon 9 é a reusabilidade. O primeiro estágio, responsável pela maior parte do impulso até a órbita, é projetado para retornar à Terra, pousando em uma balsa autônoma no oceano ou em solo. O foguete então pode ser levado a uma instalação da SpaceX, revisado, recondicionado e lançado novamente.

A vida útil estimada de cada primeiro estágio é de 10 lançamentos, e o recorde de reuso foi estabelecido pelo foguete B1060, que realizou seu quinto voo em 4 de fevereiro de 2021, apenas 27 dias após a missão anterior.

Mas apesar de todo o sucesso, o Falcon 9 tem os dias contados. A SpaceX espera substituí-lo, tanto no lançamento de cargas quanto em missões tripuladas, pela Starship, espaçonave reutilizável que ainda está em desenvolvimento. Vários protótipos da Starship já completaram voos de teste a uma altitude de 10 a 15 km, mas nenhuma ainda atingiu o espaço. Isso deve mudar ainda em 2022, quando a SpaceX pretende realizar o primeiro teste orbital do veículo.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.