Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em alta nos principais ativos nesta sexta-feira após semana de grande volatilidade por conta do WASDE. O mercado deve voltar a focar no clima da América do Sul, principalmente na Argentina e Rio Grande do Sul.


O USDA divulgou ontem o relatório de vendas semanais para exportação dos EUA, com números dentro do esperado para a soja e milho. Na semana encerrada no dia 2 de fevereiro as vendas de soja 2022/23 foram de 459 mil toneladas, contra 736 mil da semana anterior e 1,6 milhão do mesmo período do ano passado. Na temporada as vendas de soja somam 47,74 milhões de toneladas, contra 46,76 milhões do mesmo período da temporada 2021/22. As vendas 2023/24 foram de 185 mil toneladas, acumulando 903 mil toneladas na temporada futura.


As vendas de milho 2022/23 foram de 1,16 milhão de toneladas, contra 1,59 milhão da semana anterior e 589 mil do mesmo período de 2022. Na temporada 2022/23 as vendas de milho dos EUA somam 26,79 milhões de toneladas, contra 45,71 milhões do mesmo período da temporada anterior. As vendas 2023/24 foram de 10 mil toneladas, acumulando 1,44 milhão de toneladas na temporada.


A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,72 bilhões em janeiro e a corrente de comércio aumentou 4,9%, alcançando US$ 43,56 bilhões. Comparado a igual mês do ano anterior, as exportações cresceram 11,7% e somaram US$ 23,14 bilhões. As importações caíram 1,7% e totalizaram US$ 20,42 bilhões. Em Janeiro/2023, o desempenho dos setores foi o seguinte: crescimento de 4,6% em Agropecuária, que somou US$ 3,64 bilhões; crescimento de 22,3% em Indústria Extrativa, que chegou a US$ 5,44 bilhões e, por fim, crescimento de 9,9% em Indústria de Transformação, que alcançou US$ 13,94 bilhões.


As exportações brasileiras de soja somaram apenas 852 mil toneladas em janeiro, contra 2,45 milhões de janeiro de 2022. A média diária exportada ficou em 38 mil toneladas, contra 117 mil do mesmo período do ano anterior. Já as exportações de milho somaram 6,35 milhões de toneladas, contra 2,72 milhões do ano anterior, com média diária exportada de 288 mil toneladas.


O dólar opera em alta frente a outras moedas. Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA subiram 13.000 pedidos na semana encerrada no dia 4 de fevereiro, para taxa sazonalmente ajustada de 196.000, segundo o Departamento de Trabalho. A média móvel de 4 semanas caiu 2.500, para 189.250 pedidos.


No Brasil ontem o dólar subiu 1,59%, a R$5,2783, com o mercado repercutindo os ataques de Lula ao BC e com IPCA. A inflação oficial do Brasil medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,53% em janeiro e ficou 0,09 ponto percentual abaixo da taxa de dezembro (0,62%), segundo o IBGE. Nos últimos 12 meses, o IPCA acumula alta de 5,77%, abaixo dos 5,79% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em janeiro de 2022, a variação havia sido de 0,54%.


Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, apenas Vestuário (-0,27%) teve variação negativa em janeiro. O maior impacto no índice do mês veio de Alimentação e bebidas (0,59%), que contribuiu com 0,13 p.p. Na sequência, veio o grupo Transportes, com impacto de 0,11 p.p. e alta de 0,55%. Já a maior variação veio de Comunicação (2,09%), que acelerou em relação ao resultado de dezembro (0,50%). O resultado de Saúde e cuidados pessoais, por sua vez, ficou em 0,16%, abaixo do registrado no mês anterior (1,60%). As demais áreas ficaram entre o 0,33% de Habitação e o 0,76% de Despesas pessoais.


As bolsas globais recuam nesta sexta-feira.


Os futuros do petróleo sobem mais de 2% após a Rússia anunciar planos para cortar a produção. A Rússia reduzirá sua produção de petróleo em 500.000 barris por dia em março, disse o vice-primeiro-ministro Alexander Novak.


A inflação ao consumidor da China medida pelo índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 0,8% em janeiro ante dezembro, após estabilidade em dezembro. Na comparação anual o CPI acelerou de 1,8% em dezembro para 2,1% em janeiro.


No Brasil, tempo chuvoso em boa parte do país até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.

Na Argentina, tempo chuvoso em boa parte do país até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

40

52

Mar

24

35

Abr

23

30

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

42

60

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

20

30

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

112

115

Mar

102

105

Abr

90

94

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

90

95

Mar

90

95

Abr

89

93

O que são óculos inteligentes e como eles funcionam

Óculos inteligentes são acessórios faciais capazes de combinar inteligência artificial e realidade aumentada para trazer conteúdos às lentes

Por Pedro Borges Spadoni, editado por Bruno Ignacio de Lima, Olhar Digital


Imagine ver notificações dos seus lembretes, mensagens e interações nas redes sociais sem tirar o celular do bolso ou levantar o pulso para checar a telinha do smartwatch. Imagine ter tudo isso já na frente dos seus olhos. Esse é o conceito dos óculos inteligentes (ou “smart glasses”, em inglês).

A ideia de um acessório facial capaz de usar inteligência artificial e realidade aumentada aparece em produções de ficção científica há décadas. Difícil mesmo é tirá-la das páginas de roteiro para lançar no mercado. O Olhar Digital relembra três projetos recentes e explica como eles devem funcionar.

Projetos de óculos inteligentes

Cada gigante da tecnologia tem uma proposta de óculos inteligente – e algumas já amargaram tentativas de emplacar o produto (foi o caso do Google Glasses, lançado em 2013 e descontinuado dois anos depois). Entre as titãs que anunciaram projetos recentemente, estão: Google, Qualcomm e Xiaomi.

Google

A gigante estadunidense das buscas mostrou como seus óculos inteligentes podem e devem ser, numa apresentação curta durante o Google I/O. Pelo visto, a empresa mira num acessório capaz de traduzir conversas em tempo real, numa experiência parecida a assistir algo legendado.

Por ora, não existem informações técnicas e precisas sobre como esse acessório funcionaria. O que dá para adiantar é que ele desempenharia a função de tradutor em tempo real, de forma parecida aos aplicativos já existentes para Android e iPhone.

O vídeo divulgado pela empresa é mais um daqueles “conceituais”, cuja função é ilustrar alguma ideia. Aguardemos, então.

Qualcomm


Já a Qualcomm tem um protótipo de óculos inteligentes mais palpável. Mas o acessório passa longe de parecer um óculos normal. Ele deve usar a plataforma Snapdragon XR2 Gen 1 e um chip próprio para rodar ferramentas de realidade aumentada.

A lente teria duas telas micro-OLED com resolução Full HD e taxa de atualização de 90 Hz (frames por segundo). Além disso, o acessório contaria com duas câmeras monocromáticas e uma colorida na armação, para rastrearem rostos e olhos em 360 graus.

Por fim, o processamento seria dividido entre smartphone e o óculos inteligente, por meio de conexão sem fio. Para isso, o acessório teria um modem para usar Wi-Fi em 6 GHz e banda de 5 GHz, além de uma bateria de 650 mAh. A Qualcomm estimou, em 2022, que o óculos inteligente chegue ao mercado em até quatro anos. Veremos.

Xiaomi


Uma fusão entre os óculos do Tony Stark e o rastreador do Freeza e seus jagunços. Esse é o projeto de óculos inteligentes da gigante chinesa de tecnologia. No sistema da Xiaomi, as informações sobrepõem o mundo real em apenas umas das lentes, numa telinha MicroLed menor que um grão de arroz.

De acordo com a empresa, seus óculos terão tecnologia de comprimento de onda óptico, refração e reflexão. Assim, o transporte das imagens vai rolar de um chip MicroLed invisível diretamente para o olho do usuário, conforme informou a gigante de tecnologia.

Diferente dos outros dois projetos citados, o da Xiaomi não seria um complemento para smartphones ou uma segunda tela. A empresa mira no desenvolvimento de um acessório que funcione de forma independente para algumas tarefas (navegação, tradução e comunicação, por exemplo).

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.