Bom dia, a Bolsa de Chicago recua devolvendo parte da alta da véspera antes do relatório do USDA. O USDA divulga hoje, às 13 horas (horário de Brasília), o relatório de Estimativas de Oferta e Demanda Global Agrícola (WASDE), com expectativa de menores estoques finais de soja, milho e trigo na safra 2022/23 dos EUA. Os estoques de soja devem passar de 310 milhões para 305 milhões de bushels, os de milho devem recuar de 1,36 milhão para 1,34 milhão de bushels e os de trigo devem cair de 619 milhões para 614 milhões de bushels.


O USDA reportou ontem a venda de 143 mil toneladas de soja para destinos desconhecidos, sendo 500 toneladas durante a temporada 2021/22 e 142,5 mil toneladas durante a temporada 2022/23.

O USDA divulgou ontem o relatório de vendas semanais para exportação dos EUA, com números dentro do esperado para a soja e milho. Na semana encerrada no dia 2 de junho as vendas de soja 2021/22 foram de 430 mil toneladas, contra 112 mil da semana anterior e 16 mil do mesmo período do ano passado. Na temporada as vendas de soja somam 59,96 milhões de toneladas, contra 61,54 milhões do mesmo período da temporada anterior. As vendas 2022/23 foram de 595 mil toneladas, acumulando 12,7 milhões de toneladas na temporada futura.


As vendas de milho 2021/22 foram de 280 mil toneladas, contra 186 mil da semana anterior e 190 mil do mesmo período de 2021. Na temporada as vendas de milho dos EUA somam 59,52 milhões de toneladas, contra 69,3 milhões do mesmo período da temporada 2020/21. As vendas futuras somaram 74 mil toneladas, acumulando 5,76 milhões de toneladas na temporada.


O dólar opera em alta frente a outras moedas. Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA subiram 27.000 pedidos na semana encerrada no dia 4 de junho, para taxa sazonalmente ajustada de 229.000, segundo o Departamento de Trabalho. O dado da semana anterior foi revisado para cima em 2.000 pedidos, para 202.000. A média móvel de 4 semanas subiu 8.000, para 215.000.


No Brasil ontem a moeda subiu 0,55%, a R$ 4,9162. O líder do governo no Senado, Carlos Portinho (PL-RJ), apresentou ontem a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê um auxílio de R$ 29,6 bilhões para amenizar perdas de estados que zerarem o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviço (ICMS) sobre diesel, gás de cozinha e gás natural, e fixarem alíquota do ICMS em 12% sobre o etanol até o fim de 2022. A PEC no entanto, não compensará perdas dos estados com o teto do ICMS previsto em outro projeto em tramitação no Senado, que estabelece um limite para a cobrança do tributo, com perda de arrecadação estimada em R$65 bilhões, segundo o relator do projeto, Fernando Bezerra (MDB-PE). A PEC, somada ao projeto que limita o ICMS sobre combustíveis e outras medidas, poderá levar a uma redução de R$ 0,76 no litro do diesel e de R$ 1,65 no litro da gasolina, segundo Bezerra. A alta de 0,1% na produção industrial em abril foi resultado da alta do setor em 8 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As maiores altas foram registradas no Rio de Janeiro (5,9%), Santa Catarina (3,3%) e Bahia (3,0%), enquanto as maiores baixas foram registradas no Mato Grosso (-4,7%), no Paraná (-4,3%) e em São Paulo (-2,8%).


As bolsas globais operam em baixa nesta sexta-feira e caminham para fechar a semana no vermelho.


No Brasil ontem o Ibovespa recuou pelo 5o pregão seguido. O índice recuou 1,18%, aos 107.094 pontos.


Os futuros do petróleo seguem em alta em meio aos estoques apertados e demanda aquecida com o início do verão nos países do hemisfério norte.


No Brasil, tempo predominantemente estável até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.


Na Argentina, tempo estável até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Nos EUA, tempo chuvoso em boa parte do país durante o fim de semana.

Previsão de Precipitação EUA, 72 horas, em polegadas.



Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

135

150

Jul 22

150

160

Ago 22

210

225

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

200

210

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

250

270

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

125

130

Jul

118

125

Ago

145

150

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

91

96

Jul

80

85

Ago

105

110

Cientistas estão buscando o que parece ser a primeira forma de vida da Terra

Por Rafael Arbulu, editado por André Lucena, Olhar Digital


Há 3,5 bilhões de anos, apareciam os primeiros sinais de vida no planeta – consistindo de pouco mais do que um “lençol” bacteriano que cobria nossas águas e levaria vários outros bilhões de anos para chegar à terra firme. Cientistas estão, agora, buscando amostras de núcleos rochosos que podem conter o que eles entendem como a primeira forma de vida da Terra.

A região escolhida fica nas montanhas Barberton Makhonjwa, na África do Sul. Aqui, ocorreu a primeira das chamadas “Corridas do Ouro”. Entretanto, a área também abriga o que especialistas chamam de “Grupo Moodies”, uma formação de rochas que – eles suspeitam – tem aproximados 3,2 bilhões de anos e armazenam em seus núcleos amostras da mais antiga vida do planeta.

É mesmo muita sorte que ainda tenhamos lugares antigos como esse”, disse Tanja Bosak, especialista em geobiologia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), não relacionada ao projeto. Segundo ela, é verdade que sinais mais velhos da primeira forma de vida foram achados em outros locais da Terra – como Austrália, Groenlândia e na própria África do Sul.

No entanto, todos esses eram resquícios encontrados no fundo do mar, e é a primeira vez que uma possível amostra é identificada em terra firme, o que pode ser um indício de preservação pré-histórica nunca antes obtida. “Isso nos ajudará a compreender um período nada entendido da história da Terra”, ela comentou.

Na época em que o Grupo Moodies se formou, a Terra era algo totalmente diferente do que conhecemos hoje: para começar, nossa atmosfera era densamente carregada de metano e dióxido de carbono – mas quase nada de oxigênio. Massas continentais – “terra firme”, se você preferir – já existiam, mas estar nelas era complicado pois as movimentações tectônicas que deram origem aos nossos continentes ainda estavam acontecendo (“Vaalbara“, o teoricamente primeiro supercontinente, ainda era jovem nesse período).

Nesta mesma época, no entanto, formações como o Moodies atravessavam oceanos, com algumas poucas subindo à superfície – levando consigo tudo o que pudessem arrastar. De acordo com Christoph Heubeck, o geólogo que lidera a expedição na África do Sul, esse processo favoreceu o nascimento da vida. O especialista já penetrou 200 metros (m) de terra, recolhendo sete amostras que são, de forma resumida, uma versão fóssil do lodo primordial da Terra – pense nos “slimes” que eram moda entre crianças e adolescentes há alguns anos, só que incrivelmente duros por serem 3,2 bilhões de anos mais velhos. A oitava perfuração deve ocorrer mês que vem.

Heubeck acredita que esses “seres” sejam uma forma de vida anterior às chamadas “cianobactérias”, os micróbios que fizeram da nossa atmosfera o objeto rico em oxigênio que conhecemos hoje (na história, isso ficou conhecido como “Grande Oxidação”). O especialista imagina que eles viviam de algum tipo específico de metabolização de ferro, embora essa afirmação tenha controvérsias na comunidade científica: seres desse tipo não sobreviveriam muito bem ao ambiente iluminado da luz do Sol.

Ainda assim, evidências de formações que necessitam de oxigênio para existir já foram encontradas e datadas de antes da Grande Oxidação. Ou seja, há razão para suspeitarmos que ou esses seres surgiram de forma gradual, evoluindo e morrendo até a Terra encontrar o equilíbrio onde está hoje, ou o evento que oxigenou a atmosfera pode ter começado bem antes do que imaginávamos.

Essa dúvida pode ser respondida com esse estudo: se a equipe de Heubeck encontrar sinais de capacidade de produção de oxigênio dentro de alguma das amostras que ele retirou da África do Sul, então ele poderá ter encontrado o “elo perdido” que faltava em outras amostras da primeira forma de vida da Terra.

Heubeck e equipe devem começar os estudos ainda em 2022.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.