Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em alta nos principais ativos após a Bolsa de Cereales de Buenos Aires reduzir a estimativa de produção de soja da Argentina.


A colheita de soja 2023/24 na Argentina atingiu 63,7%, registrando avanço semanal de 15,8 pontos percentuais, segundo a Bolsa de Cereales de Buenos Aires. Com o impacto das altas temperaturas e da falta de chuvas durante o mês de março no nordeste do país, os rendimentos estão abaixo dos inicialmente esperados. Nesse contexto, a projeção de produção foi reduzida em 500 mil toneladas, para 50,5 milhões de toneladas.


A colheita de milho 2023/24 da Argentina chegou a 25,4%, 8,3 pontos percentuais atrasada em relação à média dos últimos 5 anos. Com produtividade média de 8,4 toneladas por hectare, a estimativa de produção segue em 46,5 milhões de toneladas.


O USDA divulgou ontem o relatório de vendas semanais para exportação dos EUA, com números dentro do esperado para a soja e milho. As vendas de soja 2023/24 foram de 266 mil toneladas na semana encerrada no dia 9 de maio, contra 429 mil da semana anterior e 17 mil no mesmo período do ano passado. Na temporada os embarques de soja somam 42,6 milhões de toneladas, contra 50,72 milhões do mesmo período da temporada 2022/23. As vendas 2024/25 foram de 25 mil toneladas, acumulando 891 mil toneladas na temporada futura.


As vendas de milho 2023/24 dos EUA foram de 742 mil toneladas, contra 889 mil da semana anterior e cancelamentos de 339 mil no mesmo período de 2023. Na temporada 2023/24 as vendas de milho dos EUA somam 48,37 milhões de toneladas, contra 38,06 milhões do mesmo período da temporada anterior. As vendas 2024/25 foram de 128 mil toneladas, acumulando 2,31 milhões de toneladas na temporada.


O dólar opera em alta frente a outras moedas. As construções de novas moradias nos EUA subiram 5,7% em abril ante março, para taxa sazonalmente ajustada de 1,36 milhão de unidades, segundo o Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos EUA. Na comparação com abril de 2023 as novas construções tiveram recuo de 0,6%. As permissões para novas construções recuaram 3% em abril ante março, para taxa sazonalmente ajustada de 1,44 milhão de unidades. Na comparação com abril de 2023 as permissões para novas construções recuaram 2%.


No Brasil o dólar segue em baixa nesta sexta-feira. Ontem a moeda recuou 0,13%, a R$5,1301. A taxa de desocupação do país no primeiro trimestre de 2024 foi de 7,9%, aumentando 0,5 ponto percentual (p.p.) ante o quarto trimestre de 2023 (7,4%) e caindo 0,9 p.p. frente ao mesmo trimestre de 2023 (8,8%), informou o IBGE. Em relação ao trimestre anterior, a taxa de desocupação aumentou em oito das 27 Unidades da Federação (UF), mantendo-se estável em outras 18 e caindo em apenas uma. As maiores taxas de desocupação foram da Bahia (14,0%), Pernambuco (12,4%) e Amapá (10,9%), e as menores, de Rondônia (3,7%), Mato Grosso (3,7%) e Santa Catarina (3,8%). A taxa de desocupação por sexo foi de 6,5% para os homens e 9,8% para as mulheres no primeiro trimestre de 2024. Já a taxa de desocupação por cor ou raça ficou abaixo da média nacional para os brancos (6,2%) e acima para os pretos (9,7%) e pardos (9,1%). A taxa de desocupação para as pessoas com ensino médio incompleto (13,9%) foi maior que as dos demais níveis de instrução analisados. Para as pessoas com nível superior incompleto, a taxa foi de 8,9%, mais que o dobro da verificada para o nível superior completo (4,1%).


As bolsas globais recuam devolvendo parte dos ganhos da semana.


A produção industrial da China cresceu 6,7% na comparação anual de abril, após crescer 4,5% em março. O crescimento veio maior do que o esperado, que era de 5,5%. As vendas no varejo desaceleram de alta de 3,1% em março para 2,3% em abril, contrariando a expectativa de crescimento de 3,7%.


Os futuros do petróleo devem encerrar a semana em alta com esperança de demanda mais firme.


No Brasil, tempo chuvoso no Sul até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.


Na Argentina, tempo predominantemente estável até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.


Nos EUA, tempo chuvoso em boa parte do país durante o fim de semana.

Previsão de Precipitação EUA, 72 horas, em polegadas.



Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-5

5

Jun

15

25

Jul

30

40

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

5

10

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-4

1

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

47

51

Jun

48

52

Jul

55

59

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

51

55

Jun

43

50

Jul

48

53

Novo robô de microcirurgia da Sony costura grão de milho em vídeo

Novidade foi projetada para auxiliar no campo da supermicrocirurgia, um ramo em que cirurgiões operam vasos sanguíneos e nervos extremamente pequenos, com diâmetros inferiores a 1 mm

Gabriel Sérvio, Olhar Digital


A Sony exibiu recentemente do que o seu novo robô cirúrgico é capaz. A máquina é a primeira capaz de realizar trabalhos superprecisos, como suturar um pequeno corte em um grão de milho, por exemplo. Os primeiros testes em cirurgia animal também foram um sucesso, diz a empresa.

Como é o novo robô cirúrgico da Sony

Ele foi projetado para auxiliar no campo da supermicrocirurgia, um ramo em que cirurgiões operam em vasos sanguíneos e nervos extremamente pequenos, com diâmetros inferiores a 1 mm.

Como você pode imaginar, esse tipo de procedimento exige mãos incrivelmente firmes. Os especialistas nessa área costumam fazer o trabalho olhando por um microscópio.

É uma área ideal para assistência robótica, e já existem vários robôs cirúrgicos em uso clínico.

Vale mencionar que não se trata de cirurgiões robôs autônomos. São ferramentas de teleoperação que permitem ampliar a visão dos médicos e diminuir os movimentos das mãos.

https://www.youtube.com/watch?v=bgRAkBNFMHk

Ainda em fase de protótipo, o robô foi apresentado como um “dispositivo de cirurgia remota de baixa latência” no qual o cirurgião usa um par de controladores semelhantes a canetas sensíveis ao aperto e observa os efeitos por um pequeno sistema de câmera 3D com imagem em 4K. A visão em tempo real aparece em um par de telas OLED em uma espécie de óculos de realidade virtual montado na mesa, onde o cirurgião repousa o rosto.


A capacidade de aumentar e diminuir a amplitude de um movimento permite que os cirurgiões façam desde trabalhos de alta precisão até realizar movimentos maiores, como puxar fios de sutura. O robô também consegue alternar automaticamente entre diferentes instrumentos cirúrgicos em questão de segundos, “prometendo interrupção mínima do trabalho”, acrescenta a Sony.

O que dizem os médicos que já usaram o robô

Em um dos vídeos de divulgação, a Dra. Hisako Hara diz que operar com o novo robô traz “a mesma sensação de manusear pinças e tesouras em uma cirurgia normal”.

Este robô se move como eu quero. Parece uma assimilação entre mim e o robô, com ele se movendo como as pontas dos meus dedos”, acrescentou o Dr. Makoto Mihara.

O protótipo foi testado este ano na Achi Medical University (AMU), no Japão. Médicos e uma equipe médica não especializada em microcirurgia conseguiram realizar uma anastomose: criaram uma conexão cirúrgica entre vasos sanguíneos de animais com cerca de 0,6 mm de diâmetro. “São necessários meses ou anos de treinamento extensivo para dominar essa técnica”, diz o professor Munekazu Naito da AMU.

A Sony afirma que continuará o trabalho de pesquisa e desenvolvimento para melhorar a máquina e espera continuar contribuindo para o avanço da medicina.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.