Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos acompanhando a baixa generalizada das commodities e bolsas globais após a Moody’s rebaixar a perspectiva da nota de crédito da China de estável para negativa.


A consultoria AgRural reduziu a estimativa de produção de soja 2023/24 do Brasil para 159,1 milhões de toneladas, contra 163,5 milhões da estimativa de novembro e 164,6 milhões da estimativa de outubro. A redução deveu-se principalmente às perdas já consolidadas de Mato Grosso, que persistem mesmo depois da relativa melhora das chuvas na segunda quinzena de novembro.

A Conab divulga nesta quinta-feira (7) o 3º Levantamento da Safra de Grãos 2023/24 do Brasil.

O USDA divulga nesta sexta-feira (8) o relatório de Estimativas de Oferta e Demanda Agrícola Global (WASDE).

O USDA reportou ontem a venda de 440 mil toneladas de trigo vermelho de inverno 2023/24 para a China; 267 mil toneladas de milho 2023/24 para o México; e 183 mil toneladas de farelo de soja 2023/24 para as Filipinas.

Os embarques semanais de soja dos EUA foram de 1,11 milhão de toneladas na semana encerrada no dia 30 de novembro, contra 409 mil da semana anterior e 834 mil do mesmo período do ano passado, segundo o USDA. Na temporada 2023/24 os embarques de soja dos EUA somam 8,43 milhões de toneladas, contra 6,65 milhões do mesmo período da temporada anterior. Os embarques de milho foram de 1,16 milhão de toneladas, contra 409 mil da semana anterior e 834 mil do mesmo período de 2022. Na temporada os embarques de milho somam 8,43 milhões de toneladas, contra 6,65 milhões do mesmo período da temporada 2022/23.


O dólar opera com leve alta frente a outras moedas. Expectativa hoje para a divulgação de diversos dados econômicos dos EUA, incluindo PMI do Setor de Serviços; PMI ISM Não-Manufatura; e Ofertas de Emprego JOLTs.


No Brasil o dólar opera em alta. Ontem a moeda subiu 1,38%, a R$4,9481. O Banco Central registrou deficit de US$ 230 milhões nas transações correntes do Brasil em outubro de 2023, o menor resultado para o mês desde 2006. O valor ainda é 97% menor que o registrado no mesmo mês no ano passado, quando o deficit foi de US$ 5,8 bilhões. No acumulado de 12 meses, o deficit é de US$ 34 bilhões, equivalente a 1,62% do Produto Interno Bruto (PIB). O Banco Central divulgou ontem o novo boletim de mercado Focus, com expectativa de maior inflação para este e o próximo ano. As instituições financeiras elevaram a expectativa para a inflação deste ano de 4,53% para 4,54% e a do próximo ano de 3,91% para 3,92%. A expectativa para o crescimento do PIB ficou estável em 2,84% neste ano em 1,50% em 2024. O dólar deve encerrar o ano em R$4,99 e a meta da taxa Selic em 11,75% ao ano. Para 2024 o dólar está estimado em R$5,03 e a Selic em 9,25% ao ano.


As bolsas globais operam majoritariamente em baixa após a Moody’s rebaixar a perspetiva da nota de crédito do governo da China de estável para negativa, citando que o apoio de Pequim e possíveis resgates a governos locais e empresas estatais em dificuldades diminuam a força fiscal, econômica e institucional da China. A Moody’s manteve a classificação “A1” de longo prazo da China para os títulos soberanos do país. “A mudança de perspectiva também reflete o aumento dos riscos relacionados com uma redução estrutural e persistente crescimento económico a médio prazo e a redução contínua do sector imobiliário; Estas tendências sublinham os riscos crescentes relacionados com a eficácia das políticas, incluindo o desafio de conceber e implementar políticas que apoiem o reequilíbrio econômico, evitando ao mesmo tempo o risco moral e contendo o impacto no balanço do Estado soberano”, disse a Moody’s em comunicado.


Os futuros do petróleo também recuam com rebaixamento da perspectiva da nota de crédito da China.


No Brasil, tempo chuvoso em boa parte do país hoje.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo chuvoso em boa parte do país nesta semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.


Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Fev24

-25

-13

Mar24

-61

-50

Mai24

-59

-44

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

25

30

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-6

0

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

57

61

Jan

70

76

Fev

57

61

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

59

65

Jan

52

57

Fev

58

61

Tumba de 5.800 anos é considerada o maior feito de engenharia da Idade da Pedra

Pesquisadores descobriram que diversas técnicas de engenharia foram utilizadas para construir a Cova da Menga, tumba localizada na Espanha

Por Alessandro Di Lorenzo, editado por Lucas Soares, Olhar Digital


A Cova da Menga, ou Dólmen da Menga, é uma tumba em forma de galeria localizada em Antequera, no sul da Espanha. Os pesquisadores acreditam que o monumento, que só foi descoberto em 2020, tenha sido construído há cerca de 5.800 anos. E agora, um estudo aponta que este é o maior feito de engenharia conhecido da Idade da Pedra.

A tumba

O Dólmen de Menga é um dos megálitos (pedra de grandes dimensões) encontrados na região de Antequera e foi construído entre 3600 a.C e 3800 a.C.

A construção tem 25 metros de profundidade, 4 metros de altura e foi construído com 32 megálitos.

Ela aponta para La Peña de los Enamorados, a cerca de 6,5 quilômetros a nordeste, o que sugere que a montanha tinha um papel importante para os povos que viviam ali.

O leito rochoso do local onde está localizada a sepultura está inclinado para o nascer do Sol no solstício de verão, e a construção foi feita de forma que essa luz seja canalizada para o fundo da câmara, indicando a relação dos povos pré-hispânicos com o astro.

A arquitetura e posição da tumba e das enormes pedras se assemelham muito com as construções pré-históricas em outros locais, como Irlanda, Suécia e Marrocos.

Todas essas estruturas megalíticas possuem um forte relação com o Sol, mesmo que elas não estivessem necessariamente ligadas ao solstício de verão.

Essas semelhanças podem indicar que os povos que habitavam essas regiões provavelmente tinham crenças parecidas.


Maior feito de engenharia da época

Pesando cerca de 150 toneladas, a pedra de Menga é a segunda maior pedra já usada em um dólmen neolítico. Usando uma série de técnicas, os pesquisadores descobriram que as pedras são “principalmente calcarenitas, uma rocha sedimentar detrital mal cimentada comparável àquelas conhecidas como ‘pedras moles’ na engenharia civil moderna”.

Tais pedras são particularmente difíceis de transportar sem danificá-las, o que significa que quem construiu a tumba deve ter planejado o projeto meticulosamente.

Trabalhar com essas pedras grandes e frágeis deve ter envolvido um investimento maciço de mão de obra não apenas no trabalho de pedra, mas também na marcenaria e fabricação de cordas. Grandes quantidades de madeira devem ter sido usadas para construir os andaimes usados no processo de extração e para preparar as estradas em que as pedras maciças foram transportadas.”

Autores do estudo em publicação na revista Scientific Reports

A escolha do local da construção, um pouco abaixo da pedreira que fornecia as matérias-primas, também deve ter sido feita por uma questão logística. Isso permitia que os antigos construtores transportassem as rochas maciças em uma trajetória descendente constante. Além disso, o substrato no topo da colina é consideravelmente mais estável do que os solos argilosos moles circundantes, proporcionando assim uma base mais firme e segura para a construção.

Os construtores antigos ainda tomaram medidas para diminuir os danos causados pela água nas pedras. Eles isolaram os megálitos com grandes montes feitos de “camadas alternadas de arenitos planos cuidadosamente interligados e solo prensado”.

A partir de todas essas descobertas, os pesquisadores consideraram que a estrutura é “o monumento de pedra mais colossal construído em seu tempo na Europa”. As informações são da IFLScience.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.