Boa tarde, a Bolsa de Chicago opera entre ganhos e perdas com a soja em alta após piora nas condições das lavouras dos EUA.


As condições das lavouras de soja 2020/21 nos EUA tiveram piora de 2 pontos percentuais durante a última semana, para 58% boas/excelentes, contra 72% do mesmo período do ano passado, segundo o USDA. A formação de vagens atingiu 42%, contra 40% do mesmo período de 2020 e 36% da média dos últimos 5 anos.


As condições das lavouras de milho 2020/21 nos EUA tiveram piora de 1 ponto percentual durante a última semana, para 54% boas/excelentes, contra 72% do mesmo período do ano passado. O estádio de grão farináceo (R4) atingiu 18% das lavouras, contra 20% do mesmo período do ano passado e 17% da média dos últimos 5 anos.


Começou a colheita do trigo de primavera 2021/22 nos EUA com 3% colhido, contra 1% do mesmo período de 2020 e 2% da média. As condições das lavouras também tiveram piora durante a última semana, com as lavouras em condições boas/excelentes caindo de 11% para 9%, contra 70% do mesmo período de 2020. A colheita do trigo de inverno atingiu 84%, contra 80% de 2020 e 81% da média.


O número de mortos em todo o mundo causados pelo novo coronavírus (Covid-19) subiu para 4.172.822 hoje, de 4.163.416 até ontem, com 194.995.684 casos confirmados. Desde ontem são mais de 600.000 novos casos confirmados. Em todo o mundo já foram administradas 3.908.891.888 de vacinas contra a Covid-19, contra 3.869.910.722 do dia anterior.


No Brasil, o número de casos de COVID-19 subiu para 19.707.662 hoje, de 19.688.663 até ontem, segundo o consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O número de mortos chegou a 550.502, de 549.924 até ontem. O número de pacientes recuperados somam 18.398.567, de 18.349.436 do dia anterior. Balanço da vacinação contra Covid-19 aponta que o Brasil já aplicou a primeira dose da vacina em 96.332.312 pessoas, o que representa 45,49% da população brasileira, e 38.026.271 pessoas (17,96% da população do país) já estão completamente imunizadas com a segunda dose ou com a dose única.


O dólar opera com leve baixa frente a outras moedas. Começa hoje a reunião de 2 dias do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve, com os juros, compras de títulos e inflação em foco.


Os pedidos de bens duráveis nos EUA cresceram 0,8% ou US$2,1 bilhões em junho, para US$257,6 bilhões, segundo o Departamento de Comércio. Esse aumento, em treze dos últimos quatorze meses, seguiu-se a um aumento de 3,2% em maio. Excluindo o transporte, os novos pedidos aumentaram 0,3%. Excluindo a defesa, os novos pedidos aumentaram 1,0%. Os equipamentos de transporte, por dois meses consecutivos, lideraram o aumento, US$1,6 bilhão ou 2,1%, para US$77,5 bilhões.


No Brasil o dólar opera com leve baixa acompanhando o exterior. Ontem a moeda recuou 0,71%, a R$ 5,1737. O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para cima a projeção de PIB do Brasil em 2021, de 3,7% para 5,3%. Para 2022 a projeção de crescimento foi reduzida de 2,6% para 1,9%. “A atualização prevista para a América Latina e o Caribe resulta principalmente de revisões em alta no Brasil e no México, refletindo resultados melhores do que os esperados no primeiro trimestre, repercussões favoráveis para o México das melhores perspectivas para os EUA e termos de negócios crescentes no Brasil” disse o FMI em relatório. As contas externas tiveram saldo positivo de US$ 2,791 bilhões em junho, acumulando rombo de US$ 6,975 bilhões no primeiro semestre, segundo o Banco Central. Em julho de 2020 as contas externas tiveram saldo positivo de US$ 3,056 bilhões, acumulando rombo de US$ 13,261 bilhões nos primeiros 6 meses de 2020, influenciado pela primeira onda da pandemia de Covid. Em junho, a balança comercial de bens registrou superávit de US$ 7,3 bilhões, ante superávit de US$ 5,9 bilhões em junho de 2020. As exportações totalizaram US$ 29,1 bilhões em junho deste ano, aumento de 65,4% na comparação com junho de 2020, e as importações, US$21,8 bilhões, incremento de 86,1%. Os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira somaram US$ 174 milhões em junho, queda de 96,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado, acumulando US$ 25,691 bilhões em investimento diretos no primeiro semestre, uma alta de 8,9% contra o mesmo período do ano passado.


As bolsas globias recuam em meio a decisão de política monetária nos EUA, temporada de balanços trimestrais e temores de repressão regulatória na China.


No Brasil o Ibovespa recua acompanhando o exterior, abaixo dos 124 mil pontos.


Os futuros do petróleo seguem em baixa corrigindo as altas recentes.


No Brasil, tempo predominantemente estável amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo predominantemente estável nos próximos dias.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Nos EUA, tempo predominantemente estável amanhã.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.



Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

75

85

Set

130

140

Fev 22

10

20

Mar 22

15

25

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

100

115

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

150

160

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

73

80

Ago

73

80

Set

97

105

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

170

180

Ago

120

130

Set

68

75

Fibras produzidas microbianamente: mais fortes do que o aço, mais resistentes do que o Kevlar

Por Ademilson Ramos, Engenharia É


As proteínas de 128 repetições resultaram em uma fibra com resistência gigapascal que é mais forte do que o aço comum. A resistência das fibras é maior do que a do Kevlar e de todas as fibras de seda recombinantes anteriores. Sua força e dureza são ainda maiores do que algumas fibras naturais de seda de aranha relatadas. Crédito: Washington University em St. Louis / Jingyao Li

Diz-se que a seda da aranha é um dos materiais mais fortes e resistentes da Terra. Agora, engenheiros da Washington University em St. Louis projetaram proteínas híbridas de seda amilóide e as produziram em bactérias modificadas. As fibras resultantes são mais fortes e mais resistentes do que algumas sedas naturais de aranha.

Sua pesquisa foi publicada na revista ACS Nano.

Para ser mais preciso, a seda artificial – apelidada de fibra de “amiloide polimérica” ​​- não foi tecnicamente produzida por pesquisadores, mas por bactérias geneticamente modificadas no laboratório de Fuzhong Zhang, professor do Departamento de Energia, Engenharia Ambiental e Química do Escola de Engenharia McKelvey.


Este gráfico compara a resistência e a resistência de diferentes fibras de seda naturais e recombinantes. Em vermelho está a fibra amilóide polimérica desenvolvida no laboratório de Fuzhong Zhang. Crédito: Washington University em St. Louis / Jingyao Li

Zhang já trabalhou com seda de aranha antes. Em 2018, seu laboratório projetou bactérias que produziram uma seda de aranha recombinante com desempenho equivalente a suas contrapartes naturais em todas as propriedades mecânicas importantes.

Depois de nosso trabalho anterior, eu me perguntei se poderíamos criar algo melhor do que seda de aranha usando nossa plataforma de biologia sintética”, disse Zhang.

A equipe de pesquisa, que inclui o primeiro autor Jingyao Li, um Ph.D. estudante no laboratório de Zhang, modificou a sequência de aminoácidos das proteínas da seda da aranha para introduzir novas propriedades, mantendo algumas das características atraentes da seda da aranha.

Um problema associado à fibra de seda de aranha recombinante – sem modificação significativa da sequência natural de seda de aranha – é a necessidade de criar β-nanocristais, um componente principal da seda de aranha natural, que contribui para sua força. “As aranhas descobriram como girar as fibras com uma quantidade desejável de nanocristais”, disse Zhang. “Mas quando os humanos usam processos de fiação artificiais, a quantidade de nanocristais em uma fibra de seda sintética costuma ser menor do que sua contraparte natural.”

Para resolver este problema, a equipe redesenhou a sequência de seda introduzindo sequências amilóides que têm alta tendência de formar β-nanocristais. Eles criaram diferentes proteínas amilóides poliméricas usando três sequências amilóides bem estudadas como representantes. As proteínas resultantes tinham menos sequências de aminoácidos repetitivas do que a seda da aranha, tornando-as mais fáceis de serem produzidas por bactérias modificadas. Por fim, a bactéria produziu uma proteína amilóide polimérica híbrida com 128 unidades repetidas. A expressão recombinante da proteína da seda da aranha com unidades de repetição semelhantes provou ser difícil.

Quanto mais longa for a proteína, mais forte e resistente será a fibra resultante. As proteínas de 128 repetições resultaram em uma fibra com força gigapascal (uma medida de quanta força é necessária para quebrar uma fibra de diâmetro fixo), que é mais forte do que o aço comum. A resistência das fibras (uma medida de quanta energia é necessária para quebrar uma fibra) é maior do que Kevlar e todas as fibras de seda recombinantes anteriores. Sua força e resistência são ainda maiores do que algumas fibras naturais de seda de aranha relatadas.

Em colaboração com Young- Shin Jun, professora do Departamento de Energia, Engenharia Ambiental e Química, e seu Ph.D. estudante Yaguang Zhu, a equipe confirmou que as altas propriedades mecânicas das fibras amilóides poliméricas realmente vêm da quantidade aumentada de β-nanocristais.

Essas novas proteínas e as fibras resultantes não são o fim da história das fibras sintéticas de alto desempenho no laboratório de Zhang. Eles estão apenas começando. “Isso demonstra que podemos projetar biologia para produzir materiais que superam o melhor material da natureza”, disse Zhang.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.