Bom dia!

 

CBOT opera mista neste início de quarta-feira.
Mercado monitora passo a passo os novos modelos climáticos que vem sendo atualizados e o desenvolvimento das lavouras americanas.
Calor intenso no noroeste dos EUA e em partes do Canadá tem trazido preocupação extra ao mercado bem como chuvas esparsas nas regiões produtoras.

Principais bolsas mundiais operam mistas no aguardo do discurso do presidente do FED, as 13hrs, investidores cautelosos com a possível guinada de direção da instituição para combater a alta da inflação na américa do norte.
Segue a temporada de divulgação de balanços nos EUA, dados de preços ao produtor e o livro bege do FED em destaque para hoje.

Bolsas Asiáticas em sua maioria fecharam em baixa.
Hoje 23h serão divulgados dados sobre preços de imóveis, produção industrial, vendas no varejo e taxa de desemprego, relativos a junho na China.
No mesmo horário será divulgado o PIB relativo ao segundo trimestre na China, em seguida o departamento nacional de estatística realiza uma coletiva de imprensa.

Petróleo trabalha com leve queda;
Minério de ferro com alta na bolsa chinesa;
DXY com leve queda;

No BR, ruídos políticos, CPI da Covid e reforma tributária seguem no radar.
O parecer da reforma do IR apresentado ontem pelo relator, deputado Celso Sabino, prevê redução na tributação das empresas, mas manteve a alíquota de 20% sobre dividendos como na proposta original do governo.
O substitutivo do relator, prevê queda da alíquota do IR sobre empresas (IRPJ) com lucro de até R$ 20 mil, de 15% para 2,5% até 2023. Em 2022, a redução seria de 15% para 5%.

Câmara aprovou o projeto de lei que limita os vencimentos dos servidores ao teto equivalente ao salário de um ministro do STF, atualmente em R$ 39,2 mil.

Presidente Bolsonaro foi internado no Hospital da Forças Armadas, em Brasília.
Agenda de compromissos foi cancelada.
No aguardo de mais notícias.

Destaque da agenda:
9h IBC-BR base maio, considerado por economistas como a previa do PIB.

Bons negócios, se cuidem.

Compartilhe nas redes sociais

Os comentários estão fechados.