Boa tarde, a Bolsa de Chicago opera em alta nos principais ativos com o mercado se posicionando frente ao relatório do USDA de amanhã. O trigo segue com forte alta com expectativa de menor oferta global nesta safra com a quebra de safra na França.

O USDA divulga amanhã, às 13 horas (horário de Brasília), o relatório de oferta e demanda global agrícola (WASDE), com expectativa de alta nos estoques de soja e recuo nos estoques de milho e trigo dos EUA.

Fundos vendedores ontem estimados em 4.000 contratos de soja; 3.000 contratos de óleo de soja; 1.000 contratos de farelo de soja. Fundos compradores estimados em 15.000 contratos de trigo e 10.000 contratos de milho.

O plantio de trigo 2020/21 na Argentina atingiu 86,8% dos 6,5 milhões de hectares projetados para esta safra, segundo a Bolsa de Cereales de Buenos Aires. Na semana o avanço foi de 7,7 pontos percentuais. A instituição disse que pode reduzir ainda mais sua previsão para a área de plantio desta safra devido ao clima seco que afetou as regiões produtoras nas últimas semanas.

A colheita do milho 2019/20 na Argentina atingiu 86,4%, contra 81,7% da semana anterior e 53,1% do mesmo período do ano passado. Com produtividade média de 8,31 toneladas por hectare, a estimativa de produção segue em 50 milhões de toneladas.

A produção semanal de etanol de milho nos EUA subiu a 914 mil barris diários na semana encerrada no dia 3 de julho, de 900 mil barris da semana anterior, segundo a Agência de Informação de Energia (EIA). Os estoques subiram de 20,164 milhões para 20,62 milhões de barris, contra 23,01 milhões do mesmo período do ano passado.

O número de mortos em todo o mundo causados pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu para 550.901 hoje, de 545.485 até ontem, com 12.107.985 casos confirmados. Desde ontem são pouco mais de 200.000 novos casos confirmados em todo o mundo. O número de recuperados da pneumonia causada pelo vírus chegou a 6.644.632 hoje, de 6.488.079 até ontem.

No Brasil, o número de casos de COVID-19 subiu para 1.716.196 hoje, de 1.674.929 até ontem, segundo o consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O número de mortos chegou a 68.055, de 66.887 até ontem. O número de pacientes recuperados somam 1.117.922, de 1.117.922 até ontem.

O dólar opera em alta frente a outras moedas. Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA caíram 99.000 pedidos na semana encerrada no dia 4 de julho, para taxa sazonalmente ajustada de 1,314 milhão de pedidos, segundo o Departamento de Trabalho. A média móvel de 4 semanas caiu 63.000 pedidos, a 1,437 milhão. A taxa de desemprego ficou em 12,4% na semana encerrada em 27 de junho, uma redução de 0,5 ponto percentual em relação à semana anterior.

No Brasil o dólar sobe acompanhando o exterior. Ontem a moeda caiu 0,63%, a R$5,3495. O número de pedidos de seguro-desemprego no país foi de 653,2 mil em junho, um crescimento de 28,4% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o Ministério da Economia. Com os dados de junho, o número total de pedidos subiu para 2,59 milhões desde a segunda quinzena de março, início dos efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia interna. A saída de dólares do Brasil superou a entrada em US$ 357 milhões na semana passada (de 29 de junho a 3 de julho), segundo o Banco Central. Em junho o fluxo cambial registrou saídas de US$ 2,885 bilhões, resultado de entrada líquida de US$ 1,277 bilhão no canal financeiro e saída líquida de US$ 920 milhões no comércio exterior.

As bolsas asiáticas fecharam em alta enquanto o restante das bolsas globais recuam.

No Brasil o Ibovespa recua após superar os 100 pontos na máxima do pregão.

Os futuros do petróleo recuam repercutindo a alta inesperada nos estoques dos EUA. A Agência de Informação de Energia (EIA) informou ontem que os estoques de petróleo bruto dos EUA subiram 5,654 milhões de barris na semana encerrada no dia 3 de julho, após recuo de 7,195 milhões na semana anterior, enquanto a expectativa do mercado estava em um recuo de 3 milhões de barris no período.

A inflação ao consumidor da China medido pelo índice de preços ao consumidor (CPI) caiu 0,1% em junho, após recuo de 0,8 em maio, segundo dados oficiais. A expectativa do mercado estava em um recuo de 0,5%.

No Brasil, tempo estável amanhã. Segue o alerta de geadas em parte do Sul nos próximos dias.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, tempo predominantemente estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Nos EUA, tempo chuvoso em parte Meio-Oeste amanhã.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.

Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

98

112

Ago

110

120

Set

115

125

Out

116

127

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-1

5

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

200

350

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

63

69

Ago

67

73

Set

68

74

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

55

59

Ago

56

60

Set

59

64

China lança dois foguetes em três dias

Rafael Rigues, Olhar Digital

Três satélites foram colocados em órbita, um deles uma ferramenta educacional projetada para estimular o interesse dos jovens pelo espaço

A China está acelerando o ritmo de seu programa espacial. O país realizou recentemente dois lançamentos em três dias, partindo de duas bases diferentes e colocando em órbita três satélites.

O primeiro lançamento ocorreu na última sexta-feira (3), quando um foguete Longa Marcha 4B decolou do centro de lançamento de satélites de Taiyuan, na província de Shanxi. A bordo estavam dois satélites: um chamado Gaofen, projetado para sensoreamento remoto com fins civis, e outro chamado Xibaipo, criado para popularizar o espaço entre os jovens.

Segundo a CASC (China Aerospace Science and Technology Corporation), estatal que é a principal responsável pela execução do programa eespacial chinês, o Gaofen pode “fornecer imagens com alta precisão para uso em mapeamento, levantamento de recursos naturais, gerenciamento de emergências, agricultura, monitoramento ambiental, construção civil e reflorestamento”, entre outras áreas.

Já o Xibaipo pode enviar e receber imagens e voz, além de servir como plataforma para experimentos realizados por estudantes. A China almeja consolidar sua posição como uma potência espacial, e para isso precisa estimular seus estudantes a seguir carreiras relacionadas a ciências e tecnologia, criando assim mão de obra especializada que será necessária em projetos futuros.

Dois dias após o lançamento em Taiyuan, um foguete Longa Marcha 2D partiu do centro de lançamento de satélites de Jiuquan, no noroeste do país, carregando o segundo satélite da família Shiyan-6, que segundo a CASC será usado para “estudar o ambiente do espaço e realizar experimentos tecnológicos relacionados” cuja natureza não foi especificada.

Rumo a Marte

Em 23 de julho a China pretende lançar a missão Tianwen-1 rumo à Marte. O objetivo é colocar em órbita do planeta um satélite com seis instrumentos de observação, além de pousar um veículo de exploração (rover) com mais seis instrumentos para estudar a superfície do planeta.

Se tudo der certo esta será a primeira missão chinesa a chegar a Marte. Em 2011 o satélite Yinghuo-1 foi perdido quando o foguete russo Zenit usado no lançamento não conseguiu colocar os equipamentos da missão Phobos-Grunt na órbita correta.

A China já mandou dois satélites e rovers à Lua e tem planos para iniciar, no início de 2021, o lançamento dos primeiros componentes para a construção de uma estação espacial. Recentemente o país revelou detalhes de uma nova espaçonave tripulada, para substituir o design atual baseado na cápsula russa Soyuz, e lançou o último satélite de seu sistema de posicionamento global, uma alternativa ao GPS chamada Beidou.

Fonte: Space.com

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário