Boa tarde, a Bolsa de Chicago sobe dando sequência a alta de ontem após relatório altista do USDA. Por conta do feriado de Independência dos EUA neste sábado (4), a CBOT terá fechamento mais cedo amanhã, às 14h05 (horário de Brasília), permanece fechada na sexta-feira (3), e terá reabertura normal no pregão noturno de domingo para segunda-feira.


O USDA divulgou ontem o relatório de área oficial de plantio 2020/21, com números abaixo do esperado. A área de soja veio em 33,92 milhões de hectares, levemente acima da estimativa de março, acima dos 30,8 milhões da safra 2019/20, porém abaixo dos 34,30 milhões esperados pelo mercado. A área de milho ficou em 37,23 milhões de hectares, contra 39,25 milhões de março, 38,57 milhões da expectativa e 36,30 milhões da área da safra anterior. A área de trigo ficou em 17,91 milhões de hectares, ante 18,07 milhões de março, 18,27 milhões da safra 2019/20 e 18,22 milhões da expectativa.


No relatório de estoques trimestrais em 1o de junho o USDA trouxe número abaixo do esperado para a soja e acima do esperado para o milho e trigo. Os estoques de milho ficaram em 132,69 milhões de toneladas, contra 132,15 milhões de junho de 2019 e 123,17 milhões da expectativa. Os estoques de soja ficaram em 37,72 milhões de toneladas, contra 48,72 milhões do ano anterior e 38,18 milhões da expectativa. Os estoques de trigo ficaram em 28,41 milhões de toneladas, contra 29,18 de 2019 e 26,78 milhões da expectativa.


A colheita do milho 2a safra 2019/20 no Paraná atingiu 5,39%, contra 33% do mesmo período do ano passado, segundo a SEAB/Deral. As condições das lavouras tiveram leve malhora durante a última semana, com as lavouras em condições ruins caindo de 17% para 16%. A maturação atinge 51% das lavouras.


O plantio de trigo 2019/20 no Paraná atingiu 93,83%, praticamente em linha com a média dos anos anteriores. As lavouras em boas condições tiveram melhora de 1 ponto percentual durante a última semana, para 89%. A floração atinge 8% das lavouras e a frutificação atinge 1%.


O número de mortos em todo o mundo causados pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu para 512.331 hoje, de 502.802 até ontem, com 10.512.383 casos confirmados. Desde ontem são quase 100.000 novos casos confirmados em todo o mundo. O número de recuperados da pneumonia causada pelo vírus chegou a 5.262.705 hoje, de 5.387.249 até ontem.


No Brasil, o número de casos de COVID-19 subiu para 1.409.693 hoje, de 1.370.488 até ontem, segundo o consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O número de mortos chegou a 59.745, de 58.385 até ontem. O número de pacientes recuperados somam 790.040, de 733.848 até ontem.


O dólar opera em baixa frente a outras moedas.


O setor privado dos EUA criou 2,369 milhões de vagas em junho, após abertura de 3,065 milhões de vagas em maio (revisado de redução de 2,76 milhões), segundo o relatório da ADP. O número veio abaixo do esperado pelo mercado, que era de abertura de 3 milhões de vagas. O relatório da ADP é considerado uma prévia do Payroll, o relatório de empregos mais importante dos EUA, que será divulgado amanhã às 09h30 (horário de Brasília).


No Brasil o dólar recua quase 2% após operar a parte da manhã em alta. Ontem a moeda subiu 0,25%, a R$5,4396. O presidente Jair Bolsonaro prorrogou por mais dois meses (julho e agosto) o Auxílio Emergencial aos trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. O valor de R$600 será mantido. O decreto foi publicado hoje no Diário Oficial da União (DOU). Segundo o Ministério da Economia, cada parcela do auxílio custa por mês cerca de R$ 50 bilhões. A inflação à indústria medida pelo Índice de Preços ao Produtor (IPP) teve alta de 1,22% em maio ante abril, segundo o IBGE. As quatro maiores variações foram nas seguintes atividades industriais: indústrias extrativas (9,13%), refino de petróleo e produtos de álcool (-5,78%), outros equipamentos de transporte (4,57%) e têxtil (4,36%). As maiores influências foram: alimentos (0,60 p.p.), refino de petróleo e produtos de álcool (-0,41 p.p.), indústrias extrativas (0,39 p.p.) e veículos automotores (0,15 p.p.). O acumulado no ano atingiu 3,37%. Na comparação com maio de 2019, a variação de preços foi de 4,60%. Em maio, 16 das 24 atividades apresentaram variações positivas de preços, contra 20 do mês anterior.


As bolsas globais operam entre ganhos e perdas.


Os futuros do petróleo sobem após recuo nos estoques dos EUA. Os estoques de petróleo bruto dos EUA recuaram 7,195 milhões de barris durante a última semana, segundo a Agência de Informação de Energia (EIA), ante expectativa de recuo de 710 mil barris.


O setor industrial da China medido pelo Índice de Gerentes de Compras (PMI) subiu a 51,2 em junho, de 50,7 em maio, segundo o Caixin/Markit. O resultado surpreendeu os analistas, que previam recuo para 50,5.


No Brasil, tempo estável amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.


Nos EUA, tempo chuvoso em parte do Meio-Oeste amanhã.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.



Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

110

118

Ago

118

125

Set

118

127

Out

120

128

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-2

5

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

170

300

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

65

70

Ago

69

75

Set

68

74

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Jul

54

58

Ago

56

60

Set

57

62

Netuno chove diamantes, e agora finalmente podemos saber como

Por Ademilson Ramos, Engenharia É

No fundo dos corações de Netuno e Urano, poderia estar chovendo diamantes. Agora, os cientistas produziram novas evidências experimentais mostrando como isso poderia ser possível.

A hipótese é de que o calor e a pressão intensos, milhares de quilômetros abaixo da superfície desses gigantes do gelo, devem dividir os compostos de hidrocarbonetos, com o carbono comprimido em diamante e afundando ainda mais em direção aos núcleos planetários.

O novo experimento usou o laser de raios-X da fonte de luz do Linac Coherent Light Source – LCLS – do Laboratório Nacional de Aceleradores para as medições mais precisas ainda de como esse processo de “chuva de diamante” deve ocorrer – e descobriu que o carbono transita diretamente em diamante cristalino.

Esta pesquisa fornece dados sobre um fenômeno que é muito difícil de modelar computacionalmente: a ‘miscibilidade’ de dois elementos, ou como eles se combinam quando misturados”, explicou o físico do plasma Mike Dunne, diretor do LCLS.

Aqui eles vêem como dois elementos se separam, como fazer com que a maionese se separe novamente em óleo e vinagre.”

Netuno e Urano são os planetas mais mal compreendidos no Sistema Solar. Eles estão proibitivamente distantes – apenas uma única sonda espacial, a Voyager 2, chegou perto deles, e apenas para um sobrevôo, não uma missão de longo prazo dedicada.

Mas gigantes do gelo são extremamente comuns na Via Láctea, de acordo com a NASA, exoplanetas do tipo Netuno são 10 vezes mais prevalentes do que os exoplanetas do tipo Júpiter.

Portanto, entender os gigantes do gelo do nosso Sistema Solar é vital para entender os planetas em toda a galáxia. E para entendê-los melhor, precisamos saber o que acontece sob seus exteriores azuis serenos.

Sabemos que as atmosferas de Netuno e Urano são compostas principalmente de hidrogênio e hélio, com uma pequena quantidade de metano. Abaixo dessas camadas atmosféricas, um fluido super-denso e super denso de materiais “gelados”, como água, metano e amônia, envolve o núcleo do planeta.

E cálculos e experimentos de décadas anteriores mostraram que, com pressão e temperatura suficientes, o metano pode ser dividido em diamantes – sugerindo que os diamantes podem se formar dentro desse material quente e denso.

Um experimento anterior no SLAC, liderado pelo físico Dominik Kraus no Helmholtz-Zentrum Dresden-Rossendorf, na Alemanha, usou difração de raios-X para demonstrá-lo. Agora Kraus e sua equipe levaram suas pesquisas um passo adiante.

Agora temos uma nova abordagem muito promissora, baseada na dispersão de raios-X”, disse Kraus sobre seus últimos esforços. “Nossas experiências estão fornecendo parâmetros importantes do modelo, onde antes só tínhamos uma incerteza massiva. Isso se tornará cada vez mais relevante quanto mais exoplanetas descobrirmos”.

É um desafio replicar o interior de planetas gigantes aqui na Terra. Você precisa de um equipamento bastante intenso – esse é o LCLS. E você precisa de um material que replique as coisas dentro desse planeta gigante. Para isso, a equipe usou o poliestireno hidrocarboneto (C8H8) no lugar do metano (CH4).

O primeiro passo é aquecer e pressurizar o material para replicar as condições dentro de Netuno a uma profundidade de cerca de 10.000 km: pulsos de laser óptico geram ondas de choque no poliestireno, que aquece o material até cerca de 5.000 Kelvin ou 4.727 graus Celsius. Também cria pressão intensa.

Produzimos o que equivale à pressão exercida pelo peso de cerca de 250 elefantes africanos na superfície de uma miniatura”, disse Kraus.

No experimento anterior, a difração de raios-X foi usada para sondar o material. Isso funciona bem para materiais com estruturas cristalinas, mas menos com moléculas não cristalinas, de modo que a imagem estava incompleta. No novo experimento, a equipe usou um método diferente, medindo como os raios X espalharam os elétrons no poliestireno.

Isso permitiu não apenas observar a conversão de carbono em diamante, mas também o que acontece com o restante da amostra – ele se divide em hidrogênio. E praticamente não há carbono restante.

No caso dos gigantes do gelo, agora sabemos que o carbono forma quase exclusivamente diamantes quando se separa e não assume uma forma de transição fluida”, disse Kraus.

Isso é importante, porque há algo realmente estranho em Netuno. Seu interior é muito mais quente do que deveria; de fato, liberta 2,6 vezes mais energia do que absorve do sol.

Se os diamantes – mais densos que o material ao seu redor – estão chovendo no interior do planeta, eles podem estar liberando energia gravitacional, que é convertida em calor gerado pelo atrito entre os diamantes e o material ao seu redor.

Este experimento sugere que não precisamos encontrar uma explicação alternativa … ainda não, pelo menos. E também mostra um método que poderíamos usar para “sondar” os interiores de outros planetas no Sistema Solar.

Essa técnica nos permitirá medir processos interessantes que são difíceis de recriar”, disse Kraus.

Por exemplo, poderemos ver como o hidrogênio e o hélio, elementos encontrados no interior de gigantes gasosos como Júpiter e Saturno, se misturam e se separam sob essas condições extremas. É uma nova maneira de estudar a história evolutiva de planetas e planetas. sistemas, bem como apoiar experimentos para possíveis formas futuras de energia da fusão”.

A pesquisa foi publicada na Nature Communications.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário