Bom dia, a Bolsa de Chicago opera próximo à neutralidade nos principais ativos.

Fundos vendedores ontem estimados em: 7.500 contratos de soja; 4.500 contratos de milho; 3.500 contratos de farelo de soja; 3.000 contratos de óleo de soja; 2.000 contratos de trigo.

O NOPA divulga hoje o relatório de esmagamento de soja dos EUA de janeiro. Expectativa de processamento de 159,1 milhões de bushels, contra 150,4 milhões de janeiro do ano passado, com os estoques em 1,51 bilhão de libras, contra 1,434 de dezembro.

O USDA reportou ontem a venda de 229.000 toneladas de milho 2017/18 para o Japão e venda de 142.500 toneladas de soja 2016/17 para o México. No dia anterior o USDA havia reportado a venda de 101.600 toneladas de milho 2016/17 para destinos desconhecidos.

A colheita de grãos no Paraná segue lenta. A colheita de soja atingiu 15%, contra 5,65% da semana anterior e 41,2% do mesmo período do ano passado, segundo a SEAB/Deral. A colheita do milho 1ª safra atingiu 5,92%, contra 23,7% do mesmo período do ano passado. O plantio do milho 2ª safra atingiu 23,5%, contra 60% do mesmo período do ano passado.

O dólar opera em alta frente a outras moedas. O discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, na tarde de ontem trouxe volatilidade ao mercado. No início da fala o dólar passou a subir e a bolsa a cair com a expectativa de que o Fed adote uma postura mais agressiva na elevação dos juros nos EUA, começando na próxima reunião. Após a euforia do momento, o mercado virou, o dólar terminou o dia nas mínimas do dia e a bolsa praticamente zerou as perdas. As expectativas para uma elevação dos juros na reunião de março aumentaram, mas seguem abaixo de 20%. As principais apostas estão para a elevação em junho, com mais de 65%. Yellen volta a discursar no dia de hoje nos EUA. Indicadores importantes no dia de hoje nos EUA: Inflação ao consumidor, vendas no varejo, produção industrial, estoques de petróleo DoE.

No Brasil, a moeda abriu em leve baixa e agora vale R$3,0794, -0,47% (10h45). O Banco Central realiza hoje leilão de até 6.000 contratos de swap cambial tradicional para rolagem dos contratos com vencimento em março, com valor de venda de US$300 milhões. Ontem a moeda fechou com baixa de 0,45%, a R$3,096, o menor valor de fechamento desde julho de 2015.

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta hoje com a sinalização do Fed de um possível aumento dos juros dos EUA na próxima reunião do FOMC. As bolsas europeias e índices futuros dos EUA e Brasil operam em alta.

Os futuros do petróleo operam em baixa nesta quarta-feira. Ontem o Instituto Americano de Petróleo (API) estimou que os estoques de petróleo bruto nos EUA subiram 9,9 milhões de barris na semana passada. Os estoques de petróleo bruto no centro de distribuição de Cushing (Oklahoma) recuaram 1,3 milhão de barris. Hoje saem dados oficiais do Departamento de Energia dos EUA.

A inflação ao produtor dos EUA medido pelo índice de preços ao produtor (PPI) subiu 0,6% em janeiro, na comparação com o mês anterior, segundo o Departamento do Trabalho. Excluindo-se itens voláteis, como alimentos e energia, o núcleo do PPI avançou 0,4% em janeiro na comparação mensal.


CLIMA

 

No Brasil, previsão de mais chuvas hoje no Mato Grosso.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, tempo seco hoje.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Acumulada Argentina, 24 horas, em milímetros.


PRÊMIOS

 

Paranaguá

Golfo do México – EUA


MATÉRIA DO DIA

 

Quem vai receber o 1º transporte aéreo via drone no mundo? Dubai, é claro
Por Marcelo Rodrigues, Tecmundo


Aparentemente, Dubai não é feita só de arranha-céus gigantescos, frotas de viaturas policiais formadas apenas de Lamborghinis Aventador ou máquinas para o saque rápido de barras de ouro. Nada disso! A partir de julho, a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos vai passar a oferecer outra pequena extravagância a visitantes e moradores locais: um passeio pelos céus da região a bordo de drones autônomos.
Essa novidade nada humilde foi revelada pelo chefão da Roads & Transport Authority (RTA), Mattar al-Tayer, durante a sua participação no World Government Summit – um evento local que discute tecnologia e inovação no futuro da região. A ideia, assim como ocorreu com a adoção do sistema Hyperloop One – estimada para chegar ao local dentro dos próximos anos –, é que os veículos voadores façam parte de um plantel de soluções de mobilidade dentro dos emirados, facilitando consideravelmente o trânsito do público mais abastado.
A responsável pela fabricação desses brinquedinhos é a chinesa Ehang, a grande pioneira no setor dos drones de transporte, que apresentou seu modelo 184 durante a CES 2016 e já começou a realizar testes em outras partes do mundo. Não se sabe exatamente se os equipamentos levados para Dubai vão estar disponíveis para venda – mirando executivos que transitam o tempo todo pela área – ou se o governo vai disponibilizar uma esquadra deles para aluguel, como se fossem táxis-aéreos.
Zanzando pelos ares
“O drone tem espaço para apenas uma pessoa e age como uma espécie de helicóptero particular”
Essa descrição, aliás, é a que mais se aproxima do projeto, já que o drone tem espaço para apenas uma pessoa, age como uma espécie de helicóptero – ou melhor, quadcóptero – particular e opera de forma autônoma, mas com supervisão de uma central de comando. O aparelho é capaz de transportar até 100 quilos, tem um compartimento para maleta, bolsa ou pasta e tem autonomia de 30 minutos de voo – o que deve se mostrar tempo suficiente para que o drone se desloque em um raio de até 50 quilômetros.
Como o procedimento de decolagem e pouso é automatizado, basta sentar no cockpit e utilizar uma espécie de tablet para indicar o seu destino, como se estivesse colocando um endereço no Waze ou Uber. Partindo do princípio que as autoridades do EUA ainda estão decidindo a legislação sobre o serviço, as chances são que Dubai seja a primeira cidade do mundo a ver o veículo em funcionamento. E aí, está com uma grana sobrando para dar um rolê pelos céus nas suas próximas férias ou prefere aguardar para ver o nível de segurança desse passeio?


Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.
Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.
Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário