Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos com os fundos dando sequência à liquidação de posições de olho em Trump e na safra Sul-americana. Os mercados globais seguem cautelosos após as últimas medidas de Trump.

Fundos compradores ontem estimados em: 3.000 contratos de milho; 3.000 contratos de trigo; 3.000 contratos de óleo de soja. Fundos vendedores estimados em 1.000 contratos de óleo de soja e 500 contratos de soja.

A colheita de soja e milho do Paraná segue lenta com as chuvas recentes. A colheita de soja atingiu 2,11%, contra 16,95% do mesmo período do ano passado, segundo a Seab. A colheita do milho está em 1%, contra quase 10% do mesmo período do ano passado. O plantio do milho segunda safra também segue lento, com apenas 5,84% das lavouras semeadas, contra 29,5% do ano anterior.

O dólar opera em baixa frente a outras modas. Logo mais às 11h15 (horário de Brasília) sai os dados de emprego ADP dos EUA, uma prévia do payroll na sexta-feira, com expectativa de criação de 165.000 postos, ante 153.000 de dezembro. O Federal Reserve anuncia hoje às 17 horas a decisão da taxa básica de juros dos EUA, com expectativa da manutenção dos juros nos níveis atuais, entre 0,5%-0,75%, seguido do discurso da presidente do Fed, Janet Yellen. Hoje também: estoques de petróleo bruto EUA DoE e PMI industrial ISM EUA.

No Brasil, a moeda abriu com leve baixa e agora vale R$3,1430, -0,23% (10h55). Em evento do Credit Suisse em São Paulo no dia de ontem, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que a inflação do Brasil segue em queda e as metas no longo prazo tendem a chegar mais próximas de 3%. As metas para os próximos 3 anos estão 4,5%. Com a queda na inflação, a expectativa é na intensificação no corte dos juros. “A perseverança na busca da meta de inflação e o caminho certo das políticas econômicas, abriu espaço para alterar o ritmo da flexibilização da política monetária”, disse Ilan. Com relação ao dólar, Ilan sinalizou possível redução nas intervenções na moeda. “Podemos rolar parcialmente, integralmente ou não rolar, isso vai ser determinado em função das condições de mercado”. Dia agitado hoje no cenário político brasileiro. Ocorre hoje a eleição para o novo presidente do Senado. O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) é considerado o favorito para ocupar o cargo. O Supremo Tribunal Federal (STF) retorna do recesso com decisões sobre o futuro da Lava Jato. Amanhã ocorre a eleição da Câmara dos Deputados. O atual presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é o favorito para continuar no cargo. Ontem a moeda fechou com alta de 0,75%, a R$3,151.

A produção industrial do Brasil subiu 2,3% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal, segundo o IBGE). No ano de 2016, a produção da indústria acumulou queda de 6,6%.

As bolsas asiáticas fecharam em alta hoje após 2 dias seguidos de baixa. As bolsas europeias e índices futuros dos EUA e Brasil operam em alta. Ontem o índice Dow Jones caiu pelo segundo dia seguido, voltando para o patamar dos 19 mil pontos. Ontem o Ibovespa subiu 0,57%, a 64.669 pontos.

Os futuros do petróleo operam em alta com o otimismo dos investidos após cortes da OPEP. Ontem a JBC Energy disse que a Opep reduziu a produção em pouco mais de 1 milhão de barris por dia, o equivalente a 88% do corte prometido. Ontem também o Instituto Americano de Petróleo (API) estimou que os estoques de petróleo bruto nos EUA subiram 5,8 milhões de barris na semana passada. Hoje saem dados oficiais do Departamento de Energia (DoE).

A atividade industrial da China medido pelo índice dos gerentes de compras (PMI) recuou de 51,4 em dezembro para 51,3 em janeiro, acima das expectativas do mercado.

A produção industrial do Reino Unido medido pelo índice de gerentes de compras (PMI) caiu a 55,9 em janeiro, de 56,1 em dezembro, que havia sido o maior nível em dois anos e meio, segundo a IHS Markit.

O índice de confiança do consumidor dos EUA elaborado pelo Conference Board recuou de 113,3 em dezembro para 111,8 em janeiro.


CLIMA

 

No Brasil, as chuvas continuam em boa parte do país hoje. Alerta para temporais da região litorânea de SC até SP.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, as chuvas atingem boa parte da província de Buenos Aires hoje. As chuvas também voltam a atingir as regiões com perdas devido ao excesso de umidade.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.


PRÊMIOS

 

Paranaguá

Golfo do México – EUA


MATÉRIA DO DIA

 

No futuro as construções serão feitas com fungos

Por Any Karolyne Galdino, Engenharia É

O processo que há muito se conhece para se decompor e reciclar matéria orgânica pode em breve fornecer os blocos de construção para as construções no futuro. Os blocos serão feitos de fungos.

Os fungos dominaram o subsolo do mundo há milhões de anos. A sua capacidade única de decompor a matéria orgânica permite-lhes prosperar a partir da vida de outros organismos. Ao longo de décadas de pesquisa e desenvolvimento, os cientistas estão se concentrando em tecnologias que permitirão aos engenheiros usar fungos como o principal material de construção em construções futuras.

Moldando o futuro com fungos

A porção visível de um fungo, ou cogumelo, representa apenas uma fração minuciosa do fungo. Sob a superfície, os cogumelos podem crescer rapidamente. Nos últimos anos, os cientistas desenvolveram maneiras de fazer uso das formações em forma de rede para criar muitos materiais, incluindo tijolos.

Construindo uma torre de 40 pés feita de tijolos de cogumelos vivos

Uma equipe arquitetônica conhecida como The Living projetou a primeira torre de tijolos de cogumelos do mundo em 2014. A equipe construiu os tijolos inteiramente a partir de fungos fibrosos que cresceram a partir de resíduos agrícolas. A idéia veio da Ecovative, uma empresa de pesquisa que desenvolve usos alternativos para o micélio de cogumelos.

A Living colaborou com engenheiros estruturais para projetar um edifício feito inteiramente de cogumelos. A equipe passou semanas investigando quais técnicas funcionariam melhor para suportar mais peso.

Depois de testes rigorosos, a equipe decidiu assumir a tarefa de construir uma torre estruturalmente sólida de 40 pés. A torre consistia de 10.000 tijolos e atingiu 40 pés no ar.

Os tijolos utilizados para construir o edifício foram cultivados em três moldes separados. Para fazer os tijolos, os pesquisadores preencheram moldes com matéria orgânica infundida com esporos. Leva apenas cinco dias para os cogumelos transformarem a matéria orgânica em um tijolo viável, tornando o processo barato e eficiente. Embora não seja o mesmo que os materiais de construção convencionais, os estágios iniciais os engenheiros estão se mostrando esperançosos.

Como com a maioria das tecnologias emergentes, para se tornar uma alternativa viável para materiais de construção convencionais, o tijolo cogumelo ainda exigirá uma extensa pesquisa e desenvolvimento. Em essência, o tijolo não é tão forte e não tem uma longa vida útil em comparação com a maioria dos materiais de construção.

Embora ele não pode suportar quase tanto peso, também é muito mais leve do que o concreto. O tijolo de cogumelo pesa um surpreendente 43 kg/m³. Por outro lado, o concreto pesa cerca de 2.400 kg / m³. Sua baixa densidade torna-o útil em áreas que não necessitam de tanto suporte. Os tijolos podem ser usados ​​tanto como um isolador e como suporte para paredes interiores dentro de um edifício.


Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.
Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.
Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

 

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário