Bom dia, a Bolsa de Chicago opera próximo à estabilidade nesta quarta-feira.

Fundos vendedores ontem estimados em: 12.500 contratos de milho; 9.500 contratos de soja; 6.000 contratos de óleo de soja; 3.000 contratos de farelo de soja. Fundos compradores em 6.000 contratos de trigo.

A soja opera em uma região de suporte leve, em momento de indecisão. Na segunda-feira o mercado fez um falso rompimento de topo e pode dar continuidade na tendência de baixa com a perda deste suporte.

O milho volta para a grande congestão após segurar na resistência e não encontrar suporte para continuar a subir e agora segura em uma linha de tendência de alta.

A colheita do milho 2ª safra no Paraná segue lenta, com apenas 2,01% colhido, contra 8% da média dos últimos anos, segundo a SEAB. Somente 34% das lavouras estão em prontas para serem colhidas, contra 66% do ano anterior. Por outro lado, 93% das lavouras se encontram em condições boas, contra 63% de 2016.

O plantio de trigo voltou com força após as chuvas das últimas semanas, alcançando 88,1%, à frente dos anos anteriores. As condições das lavouras tiveram piora na última semana, passando de 98% bom para 95%, contra 100% do ano anterior.

O dólar opera em baixa frente a outras moedas. Na agenda de hoje, dados de vendas de casas usadas nos EUA e estoques de petróleo bruto.

No Brasil, a moeda abriu com leve baixa e agora vale R$3,3471, -0,45% (10h). O Banco Central segue com a rolagem dos contratos de swap cambial tradicional com vencimento em julho, com a oferta de até 8.200 contratos no dia de hoje. Ontem a moeda teve forte alta no início da tarde após a rejeição do relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) por 10 votos a 9, fechando com alta de 1,4%, a R$3,3308, o maior valor de fechamento desde o dia 18 de maio, data da divulgação das delações da JBS envolvendo o presidente Michel Temer. Mesmo com a rejeição no CAS, a reforma deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em sessão extraordinária no dia de hoje, e por fim, pelo plenário do Senado.

As bolsas mundiais opera majoritariamente em baixa hoje. Somente no Brasil o Ibovespa futuros opera em alta, devolvendo parte das perdas de ontem após derrota na reforma trabalhista. Ontem o Ibovespa fechou com baixa de 2,01%, a 60.766 pontos, o menor fechamento desde 3 de janeiro deste ano.

Os futuros do petróleo operam com leve alta após as perdas recentes. Ontem as cotações do WTI fecharam nos menores níveis desde novembro de 2016. Ontem o Instituto Americano de Petróleo (API) estimou que os estoques de petróleo dos EUA recuaram 2,7 milhões de barris na semana passada, enquanto o mercado esperava recuo menor, de 2,1 milhões de barris. Hoje saem dados oficiais do Departamento de Energia dos EUA.


CLIMA

 

No Brasil, tempo predominantemente seco hoje.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, tempo estável hoje.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Observada Argentina, 24 horas, em milímetros.

Nos EUA, chuvas isoladas hoje no Meio-oeste. Alerta de temporais no Golfo do México.

Previsão de precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.

Precipitação Observada EUA, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Observada EUA, 7 dias, em milímetros.


PRÊMIOS

 


MATÉRIA DO DIA

 

Hyperloop Hotel: conceito promete oferecer viagens de alta velocidade em quartos luxuosos
Por Any Karolyne Galdino, Engenharia É


Imagem: divulgação

Brandan Siebrecht, estudante de arquitetura da Universidade de Las Vegas, projetou um futurista ‘Hyperloop Hotel’. O conceito de Siebrecht ganhou o Prêmio de Inovação Radical de 2017.

O concurso que Siebrecht ganhou procura os projetos hoteleiros mais inovadores em todo o mundo. Um painel de desenvolvedores de hotéis, proprietários, executivos e designers seleciona o design mais criativo e viável de diversos países. Este ano, Siebrecht conseguiu impressionar os juízes com seu futurista ‘Hyperloop Hotel’.

O conceito de hotel futurista tem um design sustentável e modular que acolherá os hóspedes que viajam enquanto viajam de uma cidade para outra. Ele terá um formulário semelhante ao dos contêineres de transporte. Adaptando-se a vários esboços, o Hyperloop Hotel é personalizável enquanto mantém seu conceito luxuoso.

Os passageiros com um bolso cheio poderiam transitar entre cidades americanas, incluindo Seattle, Portland, San Francisco, Las Vegas, Los Angeles, Denver, Santa Fé, Austin, Chicago, Nashville, Washington DC, Ney York City e Boston. Todas estas 13 rotas com um Hotel Hyperloop estariam ligadas em um “sistema Hyperloop”.

De acordo com Siebrecht, com US $ 1.200, os hóspedes poderão percorrer a rede de cidades sem ter que sair de sua sala. “Os hóspedes poderão viajar para qualquer destino hoteleiro dentro da rede e até mesmo visitar vários destinos em um único dia”. Toda a viagem luxuosa e ultra-rápida pode ser gerenciada através de um aplicativo personalizado.

O hotel terá suítes futuristas que vão ser equipadas com um quarto, escritório, banheiro e uma sala de estar com TV. No entanto, este design modular avançado ainda é um conceito, já que a empresa Hyperloop One não lançou a tecnologia e a infraestrutura correspondentes para isso.

Mas, o estudante de arquitetura é esperançoso e acredita que a construção de sua idéia poderia ser viável nos próximos cinco a dez anos.

“Eu acredito que o Hyperloop One é a próxima grande inovação no transporte nos Estados Unidos e, possivelmente, no mundo”, disse Siebrecht. “Eu queria explorar maneiras pelas quais essa tecnologia poderia transformar a experiência geral de viagem e hospitalidade”.


Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário