Bom dia, a Bolsa de Chicago segue em baixa nos principais ativos com foco no clima dos EUA e após negociações comerciais entre EUA e China terminarem sem acordo e antes do programado. Enquanto o lado norte-americano deixou Xangai sem fazer nenhum comentário, o Ministério do Comércio da China descreveu a reunião como “construtiva” e disse que os dois países devem se reunir novamente em setembro.

Fundos vendedores ontem estimados em: 11.000 contratos de milho; 7.500 contratos de soja; 3.500 contratos de trigo; 3.500 contratos de farelo de soja; 3.500 contratos de óleo de soja.

O USDA divulga hoje o relatório de esmagamento mensal de soja nos EUA, com expectativa de processamento de 159,4 milhões de bushels em junho.

A colheita do milho 2a safra no Paraná atingiu 72,87%, mais adiantado que os anos anteriores, segundo a SEAB/Deral. Do restante a ser colhido, 73% das lavouras estão em boas condições, 20% em condições médias e 7% em condições ruins. O plantio do trigo está praticamente finalizado, com 99,94% semeado dos 1.008 mil hectares projetados para esta safra. As lavouras de trigo estão com 64% em boas condições, 28% em condições médias e 8% em condições ruins.

O dólar opera com leve alta frente a outras moedas antes da decisão do Fed. O Federal Reserve divulga hoje, às 15 horas (horário de Brasília), a decisão de política monetária dos EUA, seguido da coletiva de imprensa com o presidente da instituição, Jerome Powell. De ontem para hoje, a expectativa de um corte de 0,25 ponto percentual subiu a 78,1%, enquanto a expectativa para um corte de 0,5 ponto percentual caiu a 21,9%, segundo pesquisa do CME Group.

No Brasil, a moeda opera com leve baixa realizando as altas recentes à espera do Fed e Copom. O Copom (Comitê de Política Monetária) divulga no final da tarde de hoje, após o fechamento dos mercados, a decisão de política monetária do Brasil, com expectativa de corte de apenas 0,25 ponto percentual na Selic, para 6,25% ao ano, enquanto algumas instituições apostam em um corte de 0,5 ponto percentual. O Banco Central amanhã a rolagem dos contratos de swap cambial tradicional com vencimento em outubro, com a oferta de até 11 mil contratos. Ontem a moeda subiu 0,21%, a R$3,7908.

A taxa de desemprego no Brasil caiu a 12% no trimestre encerrado em junho, de 12,7% do trimestre encerrado em março e 12,4% do mesmo trimestre de 2018, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A população desocupada (12,8 milhões de pessoas) recuou (-4,6%, ou menos 621 mil pessoas em busca de trabalho) frente ao trimestre anterior e ficou estatisticamente estável em relação a igual período de 2018.

As bolsas globais operam majoritariamente em baixa com pessimismo comercial e à espera do Fed.

Os futuros do petróleo seguem em alta com recuo nos estoques dos EUA.

Os estoques de petróleo bruto dos EUA recuaram 6,024 milhões de barris na última semana, segundo o relatório do Instituto Americano de Petróleo (API). Hoje saem dados oficiais do Departamento de Energia dos EUA.

A produção industrial da China medido pelo Índice de Gerentes de Compras (PMI) subiu a 49,7 em julho, de 49,4 em junho, segundo a Agência Nacional de Estatísticas. O resultado veio melhor do que o esperado pelos analistas, que era de alta a 49,6.

O PIB da zona do euro subiu 0,2% no segundo trimestre ante o primeiro, desacelerando da alta de 0,4% registrado no trimestre anterior, segundo a Eurostat. Na comparação anual, o PIB da zona do euro cresceu 1,1% no segundo trimestre, recuando de 1,2% do primeiro trimestre. A inflação ao consumidor da zona do euro recuou a 1,1% em julho, de 1,3% junho, se afastando ainda mais da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de taxa ligeiramente inferior a 2%.

No Brasil, tempo estável hoje.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, tempo estável hoje.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Nos EUA, tempo predominantemente estável no Meio-Oeste hoje.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.

Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

82

89

Set

91

100

Out

95

106

Nov

96

108

 

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

-19

-16

Set

-19

-16

Out

-19

-13

Nov/Dez

-19

-13

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

150

200

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

41

47

Set

32

45

Out

33

46

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

38

47

Set

36

42

Out

35

46

Nasa encontra ‘Disneylândia’ da exploração de planetas fora do Sistema Solar

BBC Brasil

Um satélite da Nasa encontrou três novos planetas que estão entre os menores e mais próximos de nós já encontrados fora do Sistema Solar.

Os corpos encontrados são exoplanetas, como são chamados planetas que orbitam outras estrelas que não o nosso Sol. Dois deles são “sub-Netunos” (com massa menor que o gigante Netuno) e um é uma “superterra” (massa maior que a da Terra, mas menor que gigantes gasosos do Sistema Solar).

Os três exoplanetas orbitam a estrela batizada TOI-270, que está a 73 anos-luz de distância e é pequena e relativamente fria (mais ou menos metade mais quente que o Sol).

“O sistema em torno da TOI-270 é uma verdadeira Disneylândia para o estudo dos exoplanetas. É um laboratório excepcional não por uma razão, mas por várias – de verdade, ele preenche todos os requisitos”, comemora Maximilian Günther, pós-doutor no Instituto Kavli de Astrofísica e Pesquisa Espacial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos.

“Há muitas pecinhas do quebra-cabeça que podemos resolver com este sistema encontrado.”

A descoberta animadora foi publicada nesta segunda-feira (29) no periódico Nature Astronomy e é fruto da exploração do satélite Tess – sigla em inglês para Transiting Exoplanet Survey Satellite (algo como Satélite de Pesquisas de Exoplanetas em Trânsito, em português).

O Tess foi lançado ao espaço pela Nasa há um ano, exatamente em julho de 2018, com o objetivo de encontrar exoplanetas.

Desde então, o satélite encontrou 21 planetas fora do Sistema Solar, além de coletar dados de supernovas e buracos negros, entre outros fenômenos. No balanço de um ano da missão da Nasa, George Ricker, líder no MIT dos trabalhos com o Tess, afirma que “o ritmo e produtividade” do satélite “ultrapassaram em muito nossos objetivos mais otimistas”.

Com isso, a missão, que inicialmente só duraria dois anos, já foi postergada para 2022.

Em busca de vida

Um dos sub-Netunos encontrados parece estar em uma zona “temperada”, ou seja, o topo da atmosfera dele está dentro de uma faixa de temperatura que poderia suportar algumas formas de vida.

Isso animou a equipe científica, mas os pesquisadores logo perceberam que a atmosfera do planeta é muito espessa e, com isso, provavelmente uma zona quente demais para hospedar água ou vida.

Günther, porém, diz que ainda há a possibilidade de encontrar outros planetas no sistema ao redor da TOI-270 e que ainda poderiam apresentar zonas habitáveis. Para que isto seja confirmado, no entanto, há ainda no meio do caminho muitas etapas, desde encontrar outros planetas a confirmar condições atmosféricas de tamanho e de massa.

De todo modo, o sistema já apresentou uma série de curiosas características que o fazem uma “Disneylândia” para os cientistas. Por exemplo, todos os três planetas parecem ter um tamanho semelhante. Em contraste, o nosso Sistema Solar é feito de extremos: dos pequenos e rochosos Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, a planetas maciços como Júpiter e Saturno e os distantes gigantes de gelo Netuno e Urano.

Não tem um meio-termo, um planeta intermediário – como parecem ser os sub-Netunos da TOI-270. Assim, eles podem ser um “elo perdido” no estudo da formação dos planetas, possivelmente respondendo por exemplo se pequenos planetas rochosos como a Terra e gigantes gelados como Netuno têm origens semelhantes ou distintas.

Outra “atração” do sistema TOI-270 é que a estrela está relativamente próxima, portanto, é brilhante, e também extraordinariamente “quieta”. Ela é do tipo anã vermelha, normalmente muito ativa – com erupções frequentes e tempestades solares.

Mas a TOI-270 é antiga e parece ter “acalmado” há um tempo, emitindo um brilho constante – o que ajuda os cientistas a medir várias propriedades dos planetas que a orbitam, como a massa e composição atmosférica.

As próximas aventuras do Tess

Günther e seus colegas detectaram os três novos planetas a partir do brilho captado pelo Tess. Com quatro câmeras, o satélite desenvolvido pelo MIT “escaneia” segmentos do céu por 27 dias seguidos – isso ajuda a evitar ruídos nos dados causados, por exemplo, por um planeta que bloqueia temporariamente a luz de uma estrela.

A missão Tess segue os passos do Kepler, um inovador telescópio espacial lançado em 2009 e que conseguiu confirmar a existência de mais de 2.000 exoplanetas.

Mas o Kepler, pelo menos em sua missão original, fez uma varredura em uma porção limitada do céu. O Tess tem um alcance diferente – uma área 350 maior do que a analisada pelo telescópio antecessor.

“O Kepler fez a descoberta incrível de que, em média, todo sistema estelar tem pelo menos um planeta ou planetas ao seu redor”, diz Padi Boyd, cientista do projeto Tess no Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt. “O Tess dá o próximo passo. Se os planetas estão em toda parte, vamos ao encontro daqueles orbitando estrelas próximas”.

A missão atual busca estrelas a uma distância de até 300 anos-luz do Sistema Solar. Algumas dezenas de anos-luz da Terra já configuram uma distância bastante longa para uma viagem humana, mas a equipe espera que em algumas décadas robôs possam checar “pessoalmente” os exoplanetas descobertos.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário