Boa tarde, a Bolsa de Chicago opera mista, com o milho e trigo em alta, soja, farelo e óleo em baixa apesar da confirmação de retomada nas negociações comerciais entre os EUA e China. Os EUA e a China concordaram na noite de ontem em retomar negociações de alto nível em outubro. De acordo com a TV estatal chinesa CCTV, o vice-premiê chinês Liu He conversou por telefone na manhã de hoje com o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e com o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin. O Ministério do Comércio da China disse hoje que sua equipe comercial estabelecerá as bases para as negociações de outubro com seus pares norte-americanos em meados de setembro, e que ambos os lados pretendem trabalhar juntos e “criar condições favoráveis” para as negociações. O ministério chinês reiterou também que se “opõe fortemente” a uma escalada na guerra comercial com os EUA, mas afirmou que o país não irá retirar a queixa que submeteu à Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre as tarifas americanas impostas a produtos chineses no dia 1o deste mês.


A pesquisa anual de área cultivada da consultoria Allendale encontrou rendimentos de milho nos EUA em 167,71 bushels por acre, e rendimentos de soja em 46,13 bpa. A produção total é estimada em 13.755 bilhões de bushels (349,39 milhões de toneladas) para milho e 3.499 bilhões de bushels (95,23 milhões de toneladas) para soja. Já a INTL FCStone elevou sua estimativa de produção de milho para 168,4 bushels por acre, e também aumentou a produção de soja para 48,3 bpd. Eles vêem a produção total em 13.809 bilhões de bushels (350,76 milhões de toneladas) para milho e 3.661 bilhões (99,64 milhões de toneladas) para soja.

A consultoria INTL FCStone estimou que a safra brasileira de soja 2019/20 pode chegar a um recorde de 121,4 milhões de toneladas, um crescimento de 5,5% em relação à safra anterior, com recuperação nas produtividades após alguns problemas climáticos na safra passada. A analista de mercado da consultoria, Ana Luiza Lodi, disse que: “Esse volume seria resultado de uma área plantada também recorde, de 36,4 milhões de hectares, com o aumento do plantio em vários estados, representando um crescimento médio de 1,6% em relação ao registrado no ciclo 2018/19”.

O valor da produção agrícola no Brasil foi de R$ 343,5 bilhões em 2018, uma alta de 8,3% em relação à 2017, segundo o IBGE. As principais atividades agrícolas foram a soja, cana-de-açúcar e milho. Dos 10 municípios com maior valor de produção, 6 estão no Mato Grosso.


O dólar opera com leve baixa frente a outras moedas com alívio nas tensões comerciais. O setor privado dos EUA criou 195 mil postos de trabalho em agosto, após criação de 142 mil em julho, segundo o relatório de empregos ADP. O resultado veio bem acima do esperado pelo mercado, que era de 149 mil. O ADP é considerado uma prévia do relatório de empregos mais importante dos EUA, o Payroll, que será divulgado amanhã.


Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA subiram 1.000 pedidos na semana encerrada no dia 31 de agosto, para 217.000, segundo o Departamento de Trabalho. A média móvel de 4 semanas subiu 1.500 pedidos, a 216.250.


No Brasil a moeda segue recuando com alívio externo e avanço na reforma da Previdência. Ontem a moeda recuou 1,78%, a R$4,1051 com cenário externo e tramitação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A CCJ do Senado aprovou ontem a sugestão de PEC paralela proposta pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) que autoriza estados e municípios a adotar as regras do regime próprio da Previdência dos servidores da União. Agora a PEC paralela começará a tramitar no Senado e, se aprovada, seguirá para a análise da Câmara dos Deputados. No texto principal da reforma da Previdência, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sinalizou a intenção de votar o primeiro turno do texto na próxima quarta-feira (11), mas que o calendário fechado por líderes partidários prevê a primeira votação para o dia 24. O Banco Central vendeu manhã de hoje todos os US$ 580 milhões ofertados em moeda à vista. Em operação simultânea, vendeu o lote integral de 11.600 contratos de swap cambial reverso. Em evento em Brasília, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que o Brasil tem atualmente um “volume de compulsório alto, em torno de R$ 400 bilhões”, e que a Assistência Financeira de Liquidez (AFL), que prevê a criação de duas novas linhas de crédito para as instituições financeiras, permitirá “reduzir bastante” o compulsório bancário, colocando mais dinheiro na economia.


As bolsas globais operam majoritariamente em alta com otimismo comercial.


Os futuros do petróleo seguem em alta com queda maior do que a esperada nos estoques dos EUA.


Os estoques de petróleo bruto dos EUA recuaram 4,771 milhões de barris na última semana, após recuo de 10,03 milhões na semana anterior, segundo a Agência de Informação de Energia (EIA). A queda veio quase o dobro do esperado. Os estoques de gasolina recuaram 2,396 milhões de barris e os de destilados recuaram 2,538 milhões de barris.


No Brasil, tempo chuvoso no RS e SC amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.




Na Argentina, tempo estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.


Nos EUA, tempo predominantemente estável no Meio-Oesto amanhã. O furacão Dorian avança provocando chuvas na costa leste.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.



O furacão Dorian ganhou força novamente, subindo da categoria 2 para 3, com ventos acima de 175 km/h, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC). O furacão segue pela costa leste dos EUA, onde deve provocar alagamentos e ventos fortes nas Carolinas.


Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

130

140

Out

134

146

Nov

140

150

Fev

46

60

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

-19

-16

Out

-19

-16

Nov

-17

-14

Dez

-17

-14

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

130

170

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

52

58

Out

42

47

Nov

43

50

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

54

60

Out

50

58

Nov

53

60

Por que o furacão Dorian se desloca mais devagar que uma pessoa andando

BBC Brasil


Se houvesse uma ponte entre as Ilhas Ábaco e a ilha Grand Bahama, uma pessoa poderia percorrê-la mais rápido do que o furacão Dorian.

O furacão, agora categoria 4 na escala Saffir-Simpson (de um máximo de 5), descarrega vento e fúria no noroeste do arquipélago das Bahamas há mais de 24 horas.

Desde que pousou em Elbow Cay ao meio-dia de domingo, ele se desloca muito lentamente: mal ultrapassou 7 km/h e, desde segunda-feira de manhã, sua velocidade caiu para 2 km/h. Para se ter uma ideia, um ser humano caminha normalmente a comum é de 6 km/h.

Isso, por si só, é um problema grave. Quanto menor a velocidade, maior o dano potencial, uma vez que ventos e chuvas fortes permanecerão nos mesmos locais por mais tempo.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), essa situação pode levar a “destruição extrema” nas Bahamas. De fato, de acordo com relatórios preliminares, pelo menos 13 mil casas foram destruídas nas ilhas afetadas.

Às 12h do horário de Brasília desta segunda-feira, 2 de setembro, a tempestade continuava a se deslocar a nordeste de Grand Bahama, com ventos máximos sustentados de 250 km/h, segundo o NHC.


A costa leste dos Estados Unidos está agora no caminho de Dorian. No entanto, não há um consenso entre os meteorologistas sobre qual parte sofrerá os maiores impactos.

Segundo o NHC, a previsão é de que o furacão seguirá rumo ao oeste-noroeste na terça-feira e, em seguida, fará uma mudança gradual para noroeste. No entanto, a lentidão de Dorian também torna as previsões incertas.

Mas como se explica que o furacão se desloque mais devagar do que uma pessoa?

O movimento do furacão

Para explicar a lentidão de Dorian, é necessário entender como furacões se movem. De fato, um aspecto que muitas pessoas desconhecem é que furacões não se movem de fato. Ou, pelo menos, não se movem por conta própria.

Eles são deslocados pelas correntes de vento globais, que são influenciadas pela pressão atmosférica. Ou seja, sem ventos e sistemas de pressão, os furacões ficariam parados.


Para se ter uma ideia de como isso funciona, imagine que um furacão é como um barco de papel em um rio volumoso: correntes o levarão de um lado para o outro e, se houver uma barreira em seu caminho, ele irá parar até que correntes o levem em outra direção. A única diferença é que não há canais na atmosfera, e as correntes podem empurrá-lo em qualquer direção.

Mas, embora os furacões não se movam sozinhos, eles giram sobre um centro de baixa pressão e tendem a ir para o norte, devido à rotação da Terra.

Para a rotação da Terra?

Há um fenômeno da natureza que talvez você tenha aprendido em alguma aula de física: a Força Inercial de Coriolis.

Descoberta no século 19, é responsável por fazer com que a água, quando desce pelo ralo do chuveiro ou da pia, sempre gire no sentido anti-horário no hemisfério norte e a favor no sul.

Essa força torna o lado direito dos furacões mais forte, mas também faz com eles tendam a ir para o norte.


Essa tendência também possibilita uma das principais funções dos furacões no ciclo da Terra, que é a transferência de energia da Linha do Equador para os polos.

Mas, nessa tarefa, o furacão também deve atravessar sistemas climáticos de latitude média que podem influenciar seu desenvolvimento e movimento, que são responsáveis ​​por Dorian ter praticamente parado.

E o que torna Dorian tão lento?

Desde que começou a se afastar de Porto Rico na semana passada, Dorian se deparou em sua trajetória com dois eventos atmosféricos.

Por um lado, um cavado, ou região alongada de pressão atmosférica baixa, sobre Cuba e que, segundo o NHC, se desloca para o oeste e forma uma forte crista subtropical sobre o Atlântico ocidental.

De acordo com as previsões, isso forçaria o furacão a virar para o noroeste rumo à Flórida. Mas, para que isso aconteça, precisa que um sistema de alta pressão que atualmente está sobre o Atlântico Norte abra caminho para ele.

Isso é chamado de anticiclone das Bermudas, e, como o nome indica, suas forças repelem as baixas pressões dos ciclones tropicais. Este fator mantém Dorian quase estático nas Bahamas, e sua potencial movimentação para o leste do Atlântico é o que os meteorologistas esperam como condição para o furacão gire mais para o norte.

A boa notícia para a Flórida é que os furacões são como carros: eles precisam frear para virar. O fato de Dorian passar tão lentamente sobre as Bahamas – e mesmo parar por algum tempo – é um sinal de que ele está prestes a começar a virar para o norte.

No entanto, isso implicará que o noroeste das Bahamas não terá trégua nesta segunda e terça-feira.

É comum furacões reduzirem tanto de velocidade?

Conforme explicado pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA, na sigla em inglês), a velocidade dos furacões depende muito da latitude em que estão.


E, tipicamente, à medida que se viram para o norte em sua trajetória a partir do oeste, geralmente reduzem sua velocidade. No entanto, praticamente parar não é um fenômeno tão comum.

No ano passado, o furacão Florence também reduziu significativamente sua velocidade, e Mitch, em 1998, registrou uma velocidade de 0 km/h por um período de seis horas.

O furacão mais rápido foi Emily, em 1987: atingiu 110,5 km/h ao atravessar o Atlântico Norte.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário