Boa tarde, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos. Mais cedo a soja chegou a recuar quase 15 pontos, renovando mínimas de quase 1 ano, com temores sobre coronavírus.


O número de mortos causados pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu para 2.810 hoje, de 2.770 até ontem, com 82.549 casos confirmados em 40 países e territórios, sendo 78.497 casos somente na China continental. O número de recuperados da pneumonia causada pelo vírus subiu para 33.252 hoje, de 30.311 até ontem.


O USDA divulgou hoje o relatório de vendas semanais de grãos para exportação dos EUA, com números dentro do esperado para o milho e abaixo do esperado para a soja. Na semana encerrada no dia 20 de fevereiro, as vendas de soja 2019/20 foram de 339 mil toneladas, contra 494 mil da semana anterior e 2,12 milhões do mesmo período do ano passado. Na temporada, as vendas de soja dos EUA somam 33,79 milhões de toneladas, contra 38,88 milhões do mesmo período da temporada anterior. As vendas 2020/21 foram de 22 mil toneladas, acumulando 342 mil toneladas na temporada futura.


As vendas de milho 2019/20 foram de 865 mil toneladas, contra 1,25 milhão da semana anterior e 1,24 milhão do mesmo período do ano passado. Na temporada, as vendas de milho dos EUA somam 25,87 milhões de toneladas, contra 39,55 milhões do mesmo período da temporada anterior. As vendas 2020/21 foram de 114 mil toneladas, acumulando 1,37 milhão de toneladas na temporada.


A produção semanal de etanol de milho nos EUA subiu a 1.054 mil barris diários na semana encerrada no dia 21 de fevereiro, de 1.040 mil barris da semana anterior, segundo a Agência de Informação de Energia (EIA). Os estoques recuaram de 24,781 milhões para 24,718 milhões de barris, contra 23,709 milhões do mesmo período do ano passado.


Fundos compradores ontem estimados em 9.000 contratos de farelo de soja e 8.000 contratos de soja. Fundos vendedores estimados em 12.000 contratos de milho, 6.000 contratos de óleo de soja e 3.000 contratos de trigo.

O dólar opera em baixa frente a outras moedas.


O PIB dos EUA cresceu a uma taxa anual de 2,1% no quarto trimestre de 2019, de acordo com a segunda estimativa do Departamento de Análises Econômicas (BEA). No terceiro trimestre, o PIB real também aumentou 2,1%. Em 2019, o PIB dos EUA cresceu 2,3%, após alta de 2,9% em 2018, o menor avanço em 3 anos.


No Brasil, o dólar segue em alta, atingindo os R$4,50 pela primeira vez na história. Na máxima do dia a moeda chegou a R$ 4,5016. Ontem a moeda fechou em alta de 1,10%, a R$ 4,4407, nova máxima de fechamento. O Banco Central realizou hoje leilão extraordinário de até 20 mil swaps tradicionais com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020. O Bank of America Merrill Lynch reduziu hoje a projeção para o crescimento do PIB do Brasil neste ano de 2,2% para 1,9% por conta do coronavírus: “O surto de coronavírus deve impactar negativamente as exportações. Dado o maior impacto esperado do vírus e os contínuos indicadores de atividade econômica sem sinal uniforme no Brasil, reduzimos nossa previsão em outros 30 pontos base”. A inflação do Brasil medida pelo medido Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), utilizado como referência para a correção de valores de aluguel de imóveis, recuou 0,04% em fevereiro, após alta de 0,48% em janeiro, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice acumula alta de 0,44% no ano e de 6,82% em 12 meses.


As bolsas globais seguem em baixa, em sua maioria, com aversão ao risco.


No Brasil o Ibovespa segue em baixa. Ontem a bolsa recuou 7%, aos 103.677 pontos, para menor cotação desde outubro do ano passado. Foi o maior recuo diário desde o dia 18 de maio de 2017.

Os futuros do petróleo operam com forte baixa, nos os menores níveis em mais de 1 ano.


No Brasil, tempo chuvoso do Sudeste ao Norte amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.


Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Mar

48

50

Abri

35

45

Mai

40

50

Jun

45

55

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Mar

5

10

Abr

-3

-1

Mai

-9

-7

Jun

-13

-10

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

160

220

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Mar

58

61

Abri

58

61

Mai

55

60

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Mar

50

62

Abr

52

60

Mai

54

60

Pesquisadores podem ter encontrado cura para diabetes

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini, Olhar Digital


Uso de células tronco em ratos de laboratório mostrou-se promissor

Hoje, o tratamento para a diabetes consiste na aplicação de insulina para normalizar o nível da substância no corpo. Se no Brasil o medicamento é disponibilizado pelo SUS, em diversos países o tratamento tem um custo muito alto. Porém, isso pode mudar em breve. Isso porque uma equipe de pesquisa da Universidade de Washington conseguiu curar ratos de laboratório com a doença usando células tronco.

A ideia surgiu em 2019, quando os pesquisadores descobriram que usar essas células poderia ser uma opção melhor de tratamento. A novidade, porém, é a forma de transformá-las em outros tipos de células. No novo método, além de produzir uma porcentagem maior das células alvos, as fazem mais funcionais que do jeito antigo.

Quando colocadas nos ratos diabéticos, seus níveis de açúcar no sangue se estabilizaram, deixando-os curados da doença por até nove meses. Após essa primeira fase de testes, os próximos passos da pesquisa são testar o uso das células tronco em animais maiores para, posteriormente, iniciar testes em humanos.

Por mais que ainda seja um primeiro passo, pode ser o início de um novo tratamento revolucionário para uma das doenças que mais acomete pessoas mundialmente. O Brasil é o quarto país com o maior número de diabéticos no mundo, com cerca de 12,5 milhões de portadores da doença, cerca de 7% dos brasileiros. No mundo todo, são mais de 463 milhões de diabéticos.

Via: The Next Web

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário