Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos com a melhora nas condições do clima nos EUA.

Fundos compradores ontem estimados em: 5.000 contratos de milho; 4.000 contratos de soja; 4.000 contratos de óleo de soja; 1.000 contratos de farelo de soja. Fundos vendedores estimados em 1.500 contratos de trigo.

A produção semanal de etanol de milho nos EUA foi de 1.002 mil barris diários na semana encerrada no dia 28, contra 1.012 mil da semana anterior e 1.004 mil do mesmo período do ano passado. Os estoques caíram de 21,53 milhões para 20,85 milhões de barris, contra 20,6 milhões do mesmo período de 2016.

As vendas semanais para exportação de soja 2016/17 dos EUA foram de 233,4 mil toneladas, dentro das expectativas do mercado, contra 163,67 mil da semana anterior e 542,2 mil do mesmo período do ano passado. Na temporada, as vendas de soja somam 60,76 milhões de toneladas, contra 52,43 milhões do mesmo período do ano passado. As vendas 2017/18 foram de 367,5 mil toneladas, também dentro das expectativas do mercado, acumulando 6,39 milhões de toneladas na temporada, contra 10,9 milhões de 2016.

As vendas de milho 2016/17 foram de apenas 36,7 mil toneladas, bem abaixo das expectativas do mercado, contra 331 mil do mesmo período do ano passado. Na temporada, as vendas de milho somam 56,36 milhões de toneladas, contra 49,04 milhões de 2016. As vendas 2017/18 foram de 438,2 mil toneladas, dentro do esperado, acumulando 4,44 milhões de toneladas na temporada, contra 8,05 milhões de 2016.

O dólar opera com leve alta frente a outras moedas. Frente ao euro, a moeda opera nos menores níveis desde janeiro de 2015.

No Brasil, a moeda abriu com leve alta e agora vale R$3,1130, -0,21% (10h10). O mercado digere o arquivamento da denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer por 263 votos a 227 na Câmara dos Deputados no dia de ontem. O Banco Central segue sem anunciar intervenções no mercado cambial neste mês. Ontem a moeda caiu 0,2%, a R$3,1197.

O fluxo cambial estrangeiro está negativo em US$2,63 bilhões em julho, até o dia 28, após registrar saída de US$4,3 bilhões em junho. O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 5,402 bilhões e no comércio exterior, o saldo de julho até o dia 28 é positivo em US$ 2,771 bilhões.

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa hoje enquanto as bolsas europeias operam majoritariamente em alta. No Brasil, o Ibovespa futuros opera próximo à estabilidade. Ontem o Ibovespa subiu 0,93%, aos 67.135 pontos.

Ontem o Dow Jones, principal indicador da Bolsa de Nova York quebrou a barreira dos 22 mil pontos pela primeira vez na história. O DJIA subiu 0,24%, aos 22.016 pontos.

Os futuros do petróleo operam em alta no dia de hoje. Ontem o Departamento de Energia dos EUA (DoE) informou que os estoques de petróleo bruto tiveram queda de 1,527 milhão de barris na semana passada, para 481,888 milhões de barris, queda menor do que a prevista pelos analistas, de 3,1 milhões de barris. Os estoques de gasolina tiveram recuo de 2,517 milhões de barris, para 227,679 milhões de barris, e os estoques de destilados, recuaram 150 mil barris, para 149,414 milhões de barris. Os estoques de petróleo em Cushing caíram 39 mil barris, para 55,8 milhões de barris.

O setor de serviços da China medido pelo índice dos gerentes de compras (PMI) caiu para 51,5 em julho de 51,6 em junho, de acordo com dados divulgados hoje pela IHS Markit e pela Caixin. Esse é o ritmo mais lento de expansão desde maio do ano passado.

O setor industial e de serviços da zona do euro medido pelo índice de gerentes de compras (PMI) caiu a 55,7 em julho, de 56,3 em junho, atingindo o menor nível em seis meses, segundo dados da IHS Markit. O resultado ficou abaixo do esperado pelo mercado.


CLIMA

 

No Brasil, a frente fria avança e provoca chuvas em boa parte do Sul hoje. Amanhã a massa de ar se dissipa para o oceano deixando o tempo estável.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.

Na Argentina, tempo seco no dia de hoje.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Observada Argentina, 24 horas, em milímetros.

Nos EUA, bons volumes de chuva hoje no Meio-Oeste.

Previsão de precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.

Precipitação Observada EUA, 24 horas, em milímetros.

Precipitação Observada EUA, 7 dias, em milímetros.

Mapa de monitoramento da seca nos EUA mostra mais piora do que melhora nas condições de umidade no Meio-Oeste na última semana.


PRÊMIOS


MATÉRIA DO DIA

O primeiro navio autônomo e totalmente elétrico do mundo será lançado na Noruega em 2018

Por Any Karolyne Galdino, Engenharia É

Imagem: divulgação

A Noruega será o primeiro país do mundo a construir um navio automatizado e sem tripulação, o veículo promete revolucionar o transporte marítimo, que é um dos grandes emissores de poluição ao mundo. Usando o sistema de posicionamento, radar, câmeras e sensores. A baterias são recarregadas quando o veículo está estacionado para carga e descarga. Segundo o Wall Street Journal a embarcação custará US $ 25 milhões, cerca de três vezes mais do que um navio contêiner convencional de seu tamanho, mas os patrocinadores dizem que sem necessidade de combustível ou tripulação promete reduzir os custos operacionais anuais em até 90%. A empresa responsável pelo projeto planeja começar os testes na metade de 2018, a partir de 2019 passe para operação remota e, em 2020 esteja completamente pronto para o uso. O Yara Birkeland, como foi apelidado, está sendo desenvolvido pela empresa Yara International e pelo fabricante de sistemas de orientação Kongsberg. Um executivo de Yara disse ao Wall Street Journal que, uma vez que os regulamentos forem alcançados, a empresa planeja construir navios maiores que possam trabalhar rotas mais longas. Se pudermos conseguir economias de custo semelhantes, podemos mudar o mercado marítimo.


Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário