Boa tarde, a Bolsa de Chicago inicia a semana em baixa nos principais ativos enquanto acompanha o andamento da safra nos EUA e Brasil, além das novidades na guerra comercial entre os EUA e China. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse hoje a repórteres que o acordo comercial está indo muito bem. O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, comentou hoje também que as tarifas marcadas para dezembro podem ser retiradas se as negociações continuarem bem. O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, comentou hoje sobre a possibilidade do acordo ser assinado em novembro: “Tem que ser o acordo certo, e não em novembro; É mais importante que seja um acordo adequado do que exatamente quando vais ocorrer.”


Na última semana, o vencimento mais líquido da soja recuou 2 pontos, o milho caiu 6,75 pontos, o trigo subiu 24,25 pontos, o farelo de soja caiu 2,3 pontos, e o óleo de soja subiu 0.39 ponto.

O USDA divulga logo mais o relatório de andamento de safra dos EUA, com expectativa da colheita da soja em 38%, contra 64% da média, e do milho em 33%, contra 42% da média.

O plantio de soja no Brasil atingiu 21% até quinta-feira, contra 34% do mesmo período do ano passado e em linha com a média dos últimos 5 anos, segundo a AgRural. Na semana o avanço foi de 10 pontos percentuais.

O plantio de soja no Mato Grosso atingiu 41,8%, contra 50,95% do mesmo período do ano passado e 29,59% da média dos últimos 5 anos, segundo o IMEA.


O USDA divulgou hoje o relatório de embarques semanais de grãos dos EUA, com números dentro do esperado para a soja e milho. Na semana encerrada no dia 17 de outubro, os embarques de soja foram de 1,3 milhão de toneladas, contra 955 mil da semana anterior e 1,22 milhão do mesmo período do ano passado. Na temporada, os embarques de soja dos EUA somam 6,46 milhões de toneladas, contra 6,02 milhões do mesmo período da temporada anterior. Os embarques de milho foram de 532 mil toneladas, contra 481 mil da semana anterior e 1,04 milhão do mesmo período de 2018. Na temporada, os embarques de milho somam 3,04 milhões de toneladas, contra 7,96 milhões do mesmo período do ano passado.


O dólar opera com leve alta frente a outras moedas. Frente a libra esterlina a moeda se fortalece após não votação do Brexit no Parlamento britânico nesta segunda-feira, como esperado.


No Brasil, a moeda inicia a semana em alta devolvendo parte da baixa do último pregão. Na sexta-feira, a moeda recuou 1,23%, a R$ 4,1186, acumulando alta de 0,59% na semana. Expectativa amanhã para a votação da reforma da Previdência em segundo turno no Senado, que deve ser aprovado sem dificuldades, após placar de 56 votos a favor e 20 contra no primeiro turno. Para que seja aprovado, o projeto precisa obter no mínimo 49 votos favoráveis. O Banco Central vendeu hoje 5.500 contratos dos 10.500 contratos de swap cambial reverso ofertados, além de US$275 milhões dos US$525 milhões em moeda à vista ofertados.


O Banco Central divulgou na manhã de hoje o novo boletim de mercado Focus, com expectativa de menor inflação e Selic para o fim deste ano. As instituições financeiras reduziram a expectativa para a inflação deste ano de 3,28% para 3,26%, enquanto elevaram a expectativa para o crescimento do PIB de 0,87% para 0,88%. O dólar deve encerrar o ano em R$4,00. A expectativa para a meta da Selic caiu de 4,75% para 4,50% para o final deste ano. Para 2020, a expectativa para a inflação caiu de 3,73% para 3,66% e a expectativa para o crescimento do PIB permaneceu em 2%.


As bolsas globais iniciam a semana majoritariamente em alta.


Os futuros do petróleo recuam com os investidores preocupados de que sinais crescentes de fraqueza global acabem prejudicando a demanda pela commoditie. Na sexta-feira, dados mostraram crescimento de 6% no PIB da China, o crescimento mais lento em 27 anos.


No Brasil, tempo chuvoso em boa parte do país nesta semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.



Na Argentina, tempo chuvoso no centro-leste do país nesta semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.


Nos EUA, tempo chuvoso na porção leste do país nesta semana.

Previsão de Precipitação EUA, 5 dias, em polegadas.


As temperaturas ficam abaixo da média para o período.


Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Out

72

82

Nov

75

85

Fev

25

34

Mar

15

26

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Out

-29

-26

Nov

-29

-26

Dez

-28

-25

Fev

-23

-21

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

-40

50

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Out

34

44

Nov

38

47

Dez

37

44

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Out

43

46

Nov

44

47

Dez

49

55

Catar está tão insuportavelmente quente que agora está com ar-condicionado ao ar livre

Por Ademilson Ramos, Engenharia É


Na tentativa de lidar com o aumento da temperatura, as autoridades do Catar começaram a condicionar o ar do lado de fora. A medida, no entanto, deve exacerbar ainda mais as mudanças climáticas, já que o resfriamento usa energia de combustíveis fósseis.

O país agora vê as temperaturas no verão chegarem a 46°C. O Catar já havia começado a climatizar seus estádios de futebol em preparação para a Copa do Mundo em 2022, mas agora as ruas e os mercados ao ar livre também estão sendo alvos de refrigeração.

Catar é o maior país emissor per capita de gases de efeito estufa, segundo o Banco Mundial, e teme-se que em breve se torne inabitável.

Se o aquecimento global médio atingir 2 graus Celsius, as temperaturas do Catar subiriam, disse Mohammed Ayoub, diretor sênior de pesquisa do Instituto de Pesquisa em Meio Ambiente e Energia do Catar ao The Washington Post.

Estamos falando de um aumento de 4 a 6 graus Celsius em uma área que já experimenta altas temperaturas”, disse Ayoub. “Então, o que estamos vendo mais é uma questão de como isso afeta a saúde e a produtividade da população.”

Problemas de umidade

O perigo é mais grave no Catar devido aos altos níveis de umidade. A umidade impede a evaporação, impedindo que o corpo se refresque com o suor.

Se estiver quente e úmido e a umidade relativa estiver perto de 100%, você poderá morrer pelo calor produzido”, disse Jos Lelieveld, químico atmosférico do Instituto Max Planck de Química na Alemanha, especialista no clima do Oriente Médio.

A Copa do Mundo no Catar já foi adiada em cinco meses por temores de que os torcedores visitantes possam vir a morrer. O governo disse que planeja que a Copa do Mundo seja neutra em carbono, mas especialistas consideram esse objetivo irrealista.

Para o resto do mundo, o Catar dá um exemplo do que pode acontecer se não reduzirmos as emissões com o tempo. É uma das áreas de aquecimento mais rápido do mundo, fora do Ártico, e já se tornou insuportável durante os meses de verão.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário