Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em alta nos principais ativos com foco nos números do crop tour e após o presidente Donald Trump dizer que a China ligou e pediu para reiniciar as negociações comerciais. Sua declaração foi feita depois que o principal negociador comercial da China, o vice-primeiro-ministro Liu He, disse que eles estavam dispostos a resolver o problema comercial “por meio de consultas e cooperação com uma atitude calma”. Na sexta-feira as tensões se elevaram após a China anunciar novas sobretaxas a US$75 bilhões em produtos norte-americanos. Em resposta, Donald Trump anunciou que estava aumentando as tarifas sobre quase todos os produtos chineses, aumentando ainda mais as tensões comerciais entre os países.

O Pro Farmer Midwest Crop Tour chegou ao fim, com a produção de soja estimada em 95,17 milhões de toneladas, contra 100,15 milhões do último relatório de oferta e demanda do USDA e 123,66 milhões da última safra. No milho, a estimativa de produção ficou em 339,31 milhões de toneladas, contra 353,1 milhões da última estimativa do USDA e 366,29 milhões de 2018.

O USDA divulga hoje o relatório de andamento de safra dos EUA, com expectativa de melhora nas condições das lavouras de soja e milho durante a última semana.

Os fundos foram majoritariamente vendedores de commodities na CBOT na semana encerrada no dia 20 de agosto, segundo o relatório de comprometimento de traders (COT). Os fundos aumentaram as posições vendidas na soja em 5.982 contratos, a 72.432 contratos. No milho venderam 100.954 contratos, passando de 44.513 posições compradas para 56.441 posições vendidas. No trigo os fundos também passaram de 4.088 contratos comprados para 1.249 contratos vendidos.

O dólar opera em alta frente a outras moedas recuperando parte da baixa da sexta-feira. A moeda chinesa, o iuan, encerrou o dia de hoje em baixa com escalada nas tensões com os EUA, fechando no menor valor desde 2008.

Os pedidos de bens duráveis nos EUA aumentaram US$ 5,0 bilhões em julho, ou 2,1%, para US$ 250,4 bilhões, segundo Escritório do Censo dos EUA. Esse aumento, em dois meses consecutivos, acompanhou o aumento de 1,8% em junho. Excluindo o transporte, os novos pedidos diminuíram 0,4%. Excluindo a defesa, as novas encomendas aumentaram 1,4%.

No Brasil a moeda opera com leve baixa realizando as altas recentes. Na sexta-feira a moeda subiu 1,13%, a R$4,1250, no maior valor de fechamento em quase 1 ano. Após a moeda voltar a subir, o Banco Central anunciou na sexta-feira a programação de leilões de venda de dólar à vista ao longo do mês de setembro, em operações que podem somar US$ 11,6 bilhões, em operações simultâneas de ofertas de dólar spot, swap reverso e swap tradicional entre os dias 2 e 27 de setembro. Expectativa nesta semana para a apresentação da proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Quase 130 emendas foram protocoladas e cabe ao relator Tasso Jereissati (PSDB-CE) decidir se acata ou não as sugestões. Expectativa também para a divulgação do PIB do segundo trimestre e taxa de desemprego de julho na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua do IBGE.

O Banco Central divulgou na manhã de hoje o novo boletim de mercado Focus, com expectativa de menor inflação e crescimento da economia para este e para o próximo ano. As instituições financeiras reduziram a expectativa para a inflação deste ano de 3,71% para 3,65% e reduziu a expectativa para o crescimento do PIB de 0,83% para 0,80%. Para 2020, a expectativa para a inflação caiu de 3,90% para 3,85% e para o crescimento do PIB de 2,20% para 2,10. A previsão para a Selic no fim do próximo ano também foi reduzida, de 5,50% para 5,25%.

As bolsas asiáticas fecharam em baixa acompanhando as baixas das bolsas globais na sexta-feira com guerra comercial. Já o restante das bolsas operam majoritariamente em alta após anúncio de retomada nas negociações comerciais entre os EUA e China.

Os futuros do petróleo operam em alta com expectativa de acordo comercial.

No Brasil, tempo estável nesta semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.

Na Argentina, tempo chuvoso na porção leste do país nesta semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Nos EUA, tempo chuvoso em boa parte do país nesta semana.

Previsão de Precipitação EUA, 5 dias, em polegadas.


As temperaturas ficam abaixo da média para o período.

Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

135

146

Out

130

141

Nov

132

143

Fev

50

61

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

-20

-17

Out

-20

-17

Nov

-18

-15

Dez

-18

-15

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

180

240

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

43

50

Out

37

47

Nov

34

44

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Set

42

49

Out

40

47

Nov

37

46

Cientista chileno descobre bactérias que podem comer pneus

Por Any Karolyne Galdino, Engenharia É

Um jovem cientista chileno fez uma descoberta importante para a ciência em todo o mundo, pois ele conseguiu detectar uma bactéria que tem uma função muito especial, ela gosta de se alimentar de borracha.

Graças a essa importante descoberta, o jovem cientista chamado Jorge Miles irá competir em um congresso na Alemanha por causa de sua descoberta relevante e importante.

Entre as características mais importantes que esta bactéria possui é que pode degradar os pneus muito rapidamente, o que, se deixado para degradar normalmente, pode levar até 1.000 anos.

Chilenos na vanguarda da ciência

A pesquisa de Miles, com 19 anos de idade, conseguiu detectar essa bactéria que não tinha precedentes na ciência. Para realizar este extenso estudo, ele trabalhou em conjunto com seu professor de ciências Patricio Nuñez.

O jovem cientista explicou 24 horas depois que, graças a esse método de desfragmentação da borracha, esses resíduos podem ser rapidamente eliminados, transformando-os em álcoois, que servem para transformá-los em biocombustíveis.

Além disso, esses resíduos de pneus podem ser usados ​​como alimento, pois com eles pode ser criado açúcar, que pode ser usado para alimentar outras bactérias, não para uso humano.

Segundo declarações de Tomás Pérez-Acle, acadêmico do Instituto do Milênio da Universidade de Valparaíso “Estamos diante de uma inovação que potencialmente poderia mudar o mundo, já que hoje não existem métodos eficazes que ajudem a degradar os pneus com mais rapidez” .

Por fim, esta importante descoberta que poderá indubitavelmente ajudar a mudar o mundo, competirá em novembro próximo na Alemanha na final mundial do congresso “Falling Walls Lab”, onde Jorge Miles espera sair vitorioso e mantém um lema que Isso certamente o faz sonhar, já que ele diz que quer mudar o mundo.

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário