Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos. Com o fim da safra dos EUA o mercado foca na safra Sul-Americana, principalmente nas áreas de seca na Argentina.

A soja jan/18 pode ter uma semana lateral antes de ganhar força para romper os US$10,00. Como suporte temos a região dos US$9,85, importante região de briga.

Fundos vendedores na sexta-feira estimados em: 4.500 contratos de trigo; 4.000 contratos de milho; 4.000 contratos de óleo de soja; 3.500 contratos de soja; 3.000 contratos de farelo de soja.

O plantio de soja no Brasil avançou 11 pontos percentuais na última semana, alcançando 84% na quinta-feira, segundo a AgRural. Com isso o plantio superou os 83% do ano passado e 79% da média dos últimos 5 anos.

O plantio de soja no Mato Grosso está na reta final, com 96% plantado, segundo o IMEA.

O dólar opera em baixa frente a outras moedas. Nesta semana, destaque para a sabatina do novo presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na terça-feira (28), além da divulgação do PIB do 3º trimestre dos EUA na quarta-feira (29). Os legisladores republicanos correm para garantir votos para impulsionar a reforma tributária de Trump no Senado já nesta quinta-feira. Se tudo correr bem, a reforma tributária deve estar pronta para a assinatura do presidente Donald Trump até o final do ano.

No Brasil, a moeda abriu com leve baixa e agora vale R$3,2310, +0,03% (10h30). O mercado segue focado na reforma da previdência, com expectativa para o texto entrar em pauta no dia 5 na Câmara, com votação na semana do dia 11. Mesmo com a reforma mais enxuta, o governo ainda encontra dificuldades para conseguir os 308 votos necessários para a aprovação do projeto. Nesta semana o Congresso deve analisar projetos sobre temas polêmicos, que incluem vendas de armas, legalização de jogos de azar, reajuste nos preços dos planos de saúde e foro privilegiado. Na sexta-feira, a moeda teve leve alta após 5 sessões seguidas de baixa. A moeda subiu 0,31%, a R$3,2325, acumulando baixa de 0,88% na semana.

Mercado prevê menor inflação e maior crescimento da economia. O Banco Central divulgou na manhã de hoje o novo boletim de mercado Focus. A expectativa para a inflação deste ano caiu de 3,09% para 3,06%, enquanto a expectativa para o crescimento do PIB permaneceu em 0,73%. O dólar deve terminar em R$3,25 e a meta da taxa Selic em 7%. Para 2018, e expectativa para a inflação caiu de 4,03% para 4,02%, e a expectativa para o crescimento do PIB subiu de 2,51% para 2,58%. O dólar deve terminar 2018 em R$3,30 e a meta da Selic em 7%.

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa, enquanto as bolsas europeias operam em alta.

No Brasil, o Ibovespa abriu com leve baixa e agora opera nos 73.800 pontos, -0,58% (10h30).

Os futuros do petróleo iniciam a semana em baixa após as altas da última semana. Expectativa nesta semana para a reunião da OPEP e produtores em Viena, na Áustria, onde será definido a extensão do corte de produção de petróleo.


CLIMA

 

No Brasil, semana chuvosa no Centro-Oeste e Sudeste. Tempo predominantemente seco em todo o Sul e Matopiba.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.

Na Argentina, bons volumes nesta semana nas províncias de Córdoba, São Luiz e La Pampa.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Precipitação Observada Argentina, 24 horas, em milímetros.


PRÊMIOS

 


Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.
Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.
Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário