Bom dia, a Bolsa de Chicago opera em alta nos principais ativos, recuperando as perdas da semana. O mercado segue acompanhando novidades nas conversas entre EUA e China para evitar uma guerra comercial. Notícias de que a China havia oferecido medidas para reduzir em US$ 200 bilhões para 2020 o déficit comercial foi desmentida hoje pela mídia estatal chinesa. Dois posts de mídias sociais chinesas contestaram o relatório, e uma autoridade do Ministério das Relações Exteriores disse que tal oferta não foi feita: “Esse rumor não é verdade. Isso eu posso confirmar para vocês”. A China anunciou hoje que retirará as tarifas de importações de sorgo dos EUA, dizendo que a tarifa aumentou excessivamente os custos dos consumidores chineses e se afastava do interesse público, por isso optou por eliminá-lo. Ontem o presidente Donald Trump disse duvidar que os dois países cheguem a um acordo. Em outra negociação, com o NAFTA (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio), ontem o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, afirmou que um acordo com o México e Canadá ainda está longe de ser alcançado à medida que ainda existem diferenças grandes entre os três países.

Fundos vendedores ontem estimados em: 5.500 contratos de milho; 5.000 contratos de soja; 1.500 contratos de farelo de soja. Fundos compradores estimados em 3.500 contratos de óleo de soja e 3.000 contratos de trigo.

O USDA reportou ontem a venda de 132.000 toneladas de soja 2017/18 para destinos desconhecidos.

A Bolsa de Cereales de Buenos Aires reduziu a estimativa de produção de soja da Argentina em 2 milhões de toneladas, para 36 milhões de toneladas. Com as chuvas das útlimas semana, 300 mil hectares de soja foram perdidos, que se soma a outros 900 mil hectares pedidos pela seca. A produtividade média está em 2,15 toneladas por hectare, contra 2,22 toneladas estimadas na semana anterior. A colheita de soja avançou 4,4 pontos percentuais na última semana, para 71,1% colhido.

A colheita de milho na Argentina atingiu 34,1%, com a estimativa de produção mantida em 32 milhões de toneladas.

O dólar segue em alta frente a outras moedas com os títulos do governo dos EUA em alta e possível guerra comercial entre EUA e China provocando a evasão de dólares de outros países, principalmente dos emergentes.

No Brasil, a moeda abriu com leve alta e agora vale R$3,7520, +1,43% (10h20). Com a forte alta da moeda, os juros futuros também disparam com o DI vencimento 2021 subindo 3,5%, para 8,94. O Banco Central segue com a intervenção no mercado de câmbio, com dois leilões de swap cambial tradicional no dia de hoje, com a oferta de 5 mil contratos no primeiro leilão, às 9h30, e 4.225 contratos no segundo, às 11h30. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu para 1,20% na segunda prévia de maio, ante avanço de 0,40% na segunda prévia de abril, segundo a FGV (Fundação Getulio Vargas). O índice acumula alta de 3,28% no ano e de 4,08% em 12 meses.

As bolsas mundiais operam sem sentido definido, com o mercado apreensivo com as negociações entre os EUA e China.

Os futuros do petróleo operam alta com a expectativa de imposição de novas sanções dos EUA contra o Irã.


CLIMA

 

No Brasil, tempo predominantemente estável em todo o país até a próxima semana. Ainda deve chover no Sul durante o fim de semana.

Previsão de Precipitação Brasil, 7 dias, em milímetros.

Na Argentina, tempo seco até a próxima semana.

Previsão de Precipitação Argentina, 7 dias, em milímetros.

Nos EUA, chove em boa parte das regiões produtora durante o fim de semana.

Previsão de Precipitação EUA, 72 horas, em polegadas.

As temperaturas ficam acima da média em todo o país.

O serviço meteorológico do governo dos EUA, o NOAA, atualizou a previsão climática de longo termo. Nos meses de junho, julho e agosto de 2018, as precipitações e temperaturas devem ficar de normal a pouco acima da média nas regiões produtoras de soja e milho do país.


PRÊMIOS

 



Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.
Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.
Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário