Boa tarde, a Bolsa de Chicago opera em baixa nos principais ativos com o mercado devolvendo parte dos ganhos da última semana.


A Conab divulgou hoje o 9o Levantamento da Safra de Grãos 2019/20 do Brasil. Com área semeada total de 65,6 milhões de hectares, o que representa um crescimento de 3,6% ou 2,3 milhões de hectares sobre a da safra passada, a produção total de grãos está estimada em 250,5 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5% ou 8,5 milhões de toneladas em relação ao colhido na safra 2018/19. Na safra de soja a estimativa de produção foi elevada em 100 mil toneladas, a 120,42 milhões de toneladas.


A Conab reduziu a estimativa de produção da safra total de milho 2019/20 a 100,99 milhões de toneladas, de 102,34 milhões da estimativa de maio. O corte na projeção veio por conta dos danos causados pela seca na segunda safra do Centro-Sul.


O plantio de soja 2020/21 nos EUA atingiu 86% até domingo, contra 25% do mesmo período do ano passado e 79% da média dos últimos 5 anos, segundo o USDA. A emergência atingiu 67%, contra 30% de 2019 e 61% da média. As condições das lavouras de soja tiveram melhora de 2 pontos percentuais durante a última semana, para 72% boas/excelentes.


O plantio de milho 2020/21 dos EUA está na reta final, com 97% semeado até domingo, contra 78% de 2019 e 94% da média. A emergência atingiu 89%, contra 57% de 2019 e 84% da média. As condições das lavouras tiveram melhora de 1 ponto percentual durante a última semana, para 75% boas/excelentes.


O número de mortos causados pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu para 408.244 hoje, de 404.021 até ontem, com 7.172.874 casos confirmados em 188 países e territórios. Desde ontem são mais de 100.000 novos casos confirmados em todo o mundo. O número de recuperados da pneumonia causada pelo vírus chegou a 3.336.231 hoje, de 3.166.251 até ontem.


No Brasil, o número de casos de COVID-19 subiu para 711.969 hoje, de 694.116 até ontem, segundo as secretarias estaduais de Saúde. O número de mortos chegou a 37.359, de 36.602 até ontem. O número de pacientes recuperados somam 325.602, de 302.084 até ontem.


O dólar segue em baixa frente a outras moedas.


As ofertas de emprego nos EUA somaram 5,046 milhões em abril, ante 6,011 milhões de março, segundo o relatório Jolts (Job Openings and Labor Turnover Summary), do Departamento de Trabalho. A oferta de vagas caiu tanto no setor privado (-883 mil) quanto no público (-82 mil). As demissões recuaram para 9,89 milhões em abril, ante o recorde de 14,64 milhões em março.


No Brasil o dólar sobe após a forte correção recente. Ontem a moeda caiu 2,79%, a R$4,8539, a menor cotação em quase 3 meses. Os pedidos de seguro-desemprego no Brasil totalizaram 960.258 em maio, segundo a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia. Desde a segunda quinzena de março os pedidos de seguro-desemprego somam 1.944.125, uma alta de 26% na comparação ao mesmo período do ano passado. O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou hoje a extensão do auxílio emergencial por mais 2 meses, porém não mencionou o valor do auxílio. Na última sexta-feira o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou que o governo pagaria duas parcelas extras de R$ 300 cada. A inflação medida pelo Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 1,36% na primeira prévia de junho, após recuo de 0,32% no mesmo período do ano passado, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).


As bolsas globais operam em baixa realizando parte das altas recentes.


Os futuros do petróleo operam próximo à estabilidade.


O PIB da zona do euro caiu 3,6% no primeiro trimestre ante o último trimestre de 2019 e caiu 3,1% no primeiro trimestre na comparação anual, segundo a Eurostat. O resultado veio um pouco melhor do que o esperado pelos analistas.


No Brasil, tempo chuvoso em parte do Sul amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo predominantemente estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.

Nos EUA, a depressão tropical Cristobal termina de atravessar os EUA amanhã, provocando chuvas no norte do Meio-Oeste.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.



Provável rota da depressão tropical Cristobal


Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jun

100

130

Jul

105

115

Ago

110

125

Set

110

125

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

7

11

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

160

300

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Jun

58

65

Jul

60

66

Ago

63

71

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Jun

47

56

Jul

47

54

Ago

45

51

Sonda da Nasa faz quinto voo de aproximação do Sol; entenda

Victor Pinheiro, editado por Daniel Junqueira, Olhar Digital


Expectativa de cientistas é que a espaçonave Parker atinja a distância de 6 milhões de quilômetros da superfície do Sol até 2025

A sonda solar Parker realizou, neste domingo (7), seu quinto sobrevoo próximo ao Sol. A espaçonave desenvolvida pela Nasa reeditou recordes anteriores e viajou a uma distância de 18,7 milhões de quilômetros da superfície do astro em velocidade relativa de 393.000 quilômetros por hora.

A nova aproximação faz parte da quinta etapa de observações solares, que ocorre desde 9 de maio. A fase de pesquisas deve continuar até 28 de junho, totalizando sete semanas de estudos, a fim de aprofundar o conhecimento de cientistas sobre a dinâmica da estrela.

O equipamento foi lançado ao espaço em agosto de 2018 com o principal objetivo de estudar a atmosfera externa do Sol, chamada corona ou coroa solar. A missão busca investigar, em especial, porque a região apresenta temperaturas exorbitantes, que superam as registradas na superfície visível da estrela.


Além disso, a coroa solar corresponde a uma plataforma de emissão de ventos solares, um fluxo de partículas carregadas que flui do Sol e viaja pelo sistema solar. As tempestades atingem altas velocidades na região, e pesquisadores pretendem investigar como esse processo ocorre.

Em janeiro deste ano, a Parker já havia orbitado o Sol a distância de 18,7 milhões de quilômetros, durante o quarto voo de aproximação da sonda. Já nas três operações anteriores, a espaçonave manteve a distância de 24 milhões de quilômetros. Estão previstas, ao todo, 24 operações até 2025. Ao fim da missão, espera-se que a Parker possa atingir a posição de 6 milhões de quilômetros da superfície do Sol.

Passagem em Vênus

Como lembra o site Space, em 10 de julho a sonda vai conduzir um sobrevoo da órbita de Vênus. A manobra é um passo fundamental para enviar a espaçonave para distâncias mais próximas do Sol, mas também representa uma oportunidade para cientistas estudarem mais detalhes do planeta.

A espaçonave da Nasa vai se posicionar a apenas 832 quilômetros de distância da superfície do astro. Cientistas pretendem investigar o processo de formação da cauda atmosférica de Vênus. O fenômeno ocorre durante períodos de baixa pressão dos ventos solares no planeta, em que a ionosfera se expande e afasta de Vênus tomando o aspecto de uma cauda.

Fonte: Space

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário