Boa tarde, a Bolsa de Chicago recua com melhora nas condições das lavouras dos EUA.

As condições das lavouras de soja 2020/21 dos EUA tiveram melhora durante a última semana, com as lavouras em condições boas/excelentes passando de 69% para 72%, segundo o USDA. O florescimento atingiu 76%, contra 52% do mesmo período de 2019 e 72% da média dos últimos 5 anos. A formação de vagens atingiu 43%, contra 17% de 2019 e 36% da média.


As condições das lavouras de milho 2020/21 dos EUA também tiveram melhora durante a última semana, com as lavouras em condições boas/excelentes passando de 69% para 72%. O pendoamento atingiu 82%, contra 51% de 2019 e 75% da média. A fase de grão farináceo atingiu 22%, contra 11% de 2019 e 17% da média.


Os embarques semanais de soja dos EUA foram de 473 mil toneladas, contra 455 mil da semana anterior e 1,07 milhão do mesmo período do ano passado. Na temporada, os embarques de soja dos EUA somam 38,79 milhões de toneladas, contra 40,35 milhões do mesmo período da temporada anterior. Os embarques de milho foram de 797 mil toneladas, contra 1,17 milhão da semana anterior e 671 mil do mesmo período do ano passado. Na temporada os embarques de milho somam 37,17 milhões de toneladas, contra 44,28 milhões do mesmo período da temporada 2018/19.


A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,836 bilhão e corrente de comércio de US$ 7,244 bilhões na 4ª semana de Julho de 2020, resultado de exportações no valor de US$ 4,54 bilhões e importações de US$ 2,704 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 15,602 bilhões e as importações, US$ 9,175 bilhões, com saldo positivo de US$ 6,426 bilhões e corrente de comércio de US$ 24,777 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 117,321 bilhões e as importações, US$ 88,572 bilhões, com saldo positivo de US$ 28,749 bilhões e corrente de comércio de US$ 205,893 bilhões.


As exportações brasileiras de soja somam 8,73 milhões de toneladas em julho, até a quarta semana, contra 7,44 milhões de todo o mês de julho de 2019. As exportações de milho somam 2,74 milhões de toneladas, contra 5,93 milhões de julho de 2019.


O número de mortos em todo o mundo causados pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu para 655.084 hoje, de 649.662 até ontem, com 16.296.635 casos confirmados. Desde ontem são mais de 200.000 novos casos confirmados em todo o mundo. O número de recuperados da pneumonia causada pelo vírus chegou a 9.611.440 hoje, de 9.431.033 até ontem.


No Brasil, o número de casos de COVID-19 subiu para 2.447.917 hoje, de 2.420.143 até ontem, segundo o consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O número de mortos chegou a 87.748, de 87.058 até ontem. O número de pacientes recuperados somam 1.667.667, de 1.634.274 até ontem.


O dólar opera estável frente a outras moedas. Começa hoje a reunião de dois dias do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve para a decisão de política monetária dos EUA, com expectativa de manutenção dos juros no nível atual, entre 0-0,25% ao ano.


No Brasil a moeda opera com leve alta. Ontem a moeda recuou 0,89%, a R$5,1577. O Banco Central realizou hoje leilão de rolagem de até US$ 2 bilhões em linhas com compromisso de recompra. As aplicações financeiras no país registraram entradas de US$ 2,38 bilhões, segundo o Banco Central. No primeiro semestre os investidores retiraram US$ 31,252 bilhões de aplicações financeiras no Brasil, com saída de US$ 22,2 bilhões somente em março. A economia brasileira fechou 10,9 mil vagas de emprego formal em junho, após fechamento de 350 mil vagas em maio, segundo o relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No primeiro semestre de 2020 foram fechadas 1,19 milhão de vagas de trabalho com carteira assinada. No semestre foram registrados 7,9 milhões de desligamentos e 6,7 milhões de novas admissões.


As bolsas globais operam próximo à estabilidade com cautela antes da reunião do Fed.


Os futuros do petróleo operam em baixa à medida que os casos crescentes de coronavírus atenuam as perspectivas de demanda e otimismo em relação a estímulos nos EUA.


No Brasil, tempo chuvoso em parte do Sul amanhã.

Previsão de Precipitação Brasil, 24 horas, em milímetros.



Na Argentina, tempo estável amanhã.

Previsão de Precipitação Argentina, 24 horas, em milímetros.


Nos EUA, tempo chuvoso em boa parte do Meio-Oeste amanhã.

Previsão de Precipitação EUA, 24 horas, em polegadas.



Prêmios *referente ao dia anterior

Paranaguá

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

140

165

Set

135

150

Out

140

155

Nov

140

155

FARELO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

5

11

ÓLEO DE SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Spot

320

470

Golfo do México – EUA

SOJA

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

73

79

Set

75

81

Out

75

81

MILHO

COMPRADOR

VENDEDOR

Ago

63

67

Set

64

69

Out

61

66

Jovens indianas descobrem asteroide próximo a Marte

Descoberta foi feita analisando imagens do telescópio PAN-STARRS no Havaí; HLV2514 deve cruzar a órbita da Terra em 1 milhão de anos

Rafael Rigues, editado por Fabiana Rolfini, Olhar Digital


Duas jovens estudantes da cidade de Surat, no oeste da Índia, descobriram um novo asteroide, provisoriamente chamado de HLV2514. As meninas, que tem 14 anos, participavam de um programa de busca de asteroides organizado pela Space India, organização que visa o desenvolvimento da ciência e astronomia no país, em parceria com a International Astronomical Search Collaboration (IASC), grupo de cientistas afiliado à Nasa.

A descoberta foi feita em junho usando software para analisar imagens capturadas pelos telescópios do programa PAN-STARRS no Havaí, que monitora continuamente o céu em busca de objetos móveis ou variáveis. O feito foi confirmado por J. Patrick Miller, diretor do IASC, em um e-mail enviado às garotas.

Atualmente HLV2514 está próximo a Marte, mas segundo cálculos iniciais ele deve cruzar a órbita da Terra em um milhão de anos. Mas não há risco para nosso planeta, já que um cruzamento não significa uma colisão: a órbita é o caminho elíptico que nosso planeta percorre ao redor do Sol durante um ano, viajando uma distância de 940 milhões de quilômetros. Um cruzamento é a intersecção da órbita do asteroide com a de nosso planeta, em qualquer ponto dela, mesmo que a Terra esteja na posição oposta no momento.

“Estou ansiosa para quando pudermos dar um nome ao asteróide”, disse uma das meninas, Vaidehi Vekariya, que quer se tornar uma astronauta. Já Radhika Lakhani, a outra estudante, diz que “nem tem uma TV em casa, para que possa se concentrar nos estudos”.

Geralmente cabe ao descobridor a honra de nomear um asteroide, mas isso só pode ser feito depois que a Nasa confirmar sua órbita, o que no caso de HLV2514 ainda não foi feito.

Fonte: Reuters

TRADINCOM CONSULTORIA EM NEGÓCIOS AGROPECUÁRIOS LTDA.®

+55 (41) 3434-5757

Al Dr Carlos de Carvalho, Wall Street Center, 771, Curitiba PR – Brasil, CEP 80.430-180.

www.tradincom.com

Esse é apenas um resumo de várias informações que recebemos, oferecemos oportunidades estratégicas particulares a cada necessidade de empresas ou operadores de mercado. Fiquem à vontade para requisitar opiniões estratégicas em posições ou mesmo sobre o processo de abertura de contas em Chicago.

Negociar futuros e opções envolve riscos substanciais e não é adequado para todos os investidores. O desempenho passado não é indicativo de resultados futuros. A Tradincom não distribui relatórios de pesquisa, empregam analistas, ou mantêm um departamento de pesquisa, tal como definido no Regulamento da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) 1.71, e portanto, este material não deve ser interpretado como uma solicitação para entrar em uma transação de derivativos.

Esse material é somente como base de informações e deve ser considerado como um comentário de mercado, meramente uma observação do cenário econômico, politico e de notícias atuais e históricas. Não há nenhuma intenção de solicitação de compra ou venda de ativos de commodities, mas somente uma visão geral de possíveis estratégias de mercado. Não sendo responsável por qualquer resultado de decisões de trading, mas sendo apenas mais uma fonte de informações para aqueles que acreditam na fonte de informações.

Compartilhe nas redes sociais

Seja o primeiro à comentar.

Enviar comentário